Estado

por organização de grupo para a prática de violência e desacato a superiores, 16 policiais por revolta armada, sete por peculato-furto e dois por incitamento à desobediência. A denúncia é por conta do período em que foi decretada a greve da polícia em maio de 2001.

Segundo o Promotor de Justiça José Eduardo Sampaio, Coronel Devarte e Tenente Célio incitaram à desobediência, à indisciplina e à pratica do crime militar de motim e revolta, o que provocou a greve da Polícia Militar. Já os 26 militares denunciados praticaram violência contra alunos de formação para soldados e desacataram seus superiores hierárquicos no Quartel de Comando Geral (QCG).

Sobre os outros 16 policiais paralisaram suas atividades militares, participando da greve, utilizando-se de pessoas alheias a corporação a fim de que fossem atendidas suas reivindicações. Esses Pms também impediram o trabalho de outros colegas bloqueando o telefone 190 e esvaziando os pneus de várias viaturas.

Quanto aos outros sete denunciados, Sampaio explica que eles permitiram que fosse furtado material bélico, como revólveres, cartuchos, ampolas de gás lacrimogênio, balas de borracha, entre outros, em proveito próprio e alheio.

As denúncias foram protocoladas no Conselho de Justiça Militar do Estado e pede a condenação os policiais pelos crimes praticados.

Policiais denunciados por prática de violência e desacato

1º SGT PM Manoel Aragão da Silva

2° SGT PM Deuzimar Pereira Vitória

2° SGT PM Ademar Pereira de Barros

3° SGT PM Charles de Lacerda Costa

3° SGT PM Francisco das Chagas Trindade

3° SGT PM Hamilton Aguiar do Carmo

CB PM Maurício Mota Junquilho

SD PM Jesus Barbosa dos Santos

SD PM Gevaldo de Mesquita e Sousa

SD PM Eliziel Caetano de Oliveira

SD PM Marcos Antônio Nascimento dos Santos

SD PM Marcos Salvino de Oliveira

SD PM José Araújo Carvalho

SD PM Antonio Vieira da Silva Júnior

SD PM Junio Silvio Pereira de Souza

SD PM Valmir Alves de Araújo

SD PM Fabrício Alexandre Lopes

SD Gercílio Santana Oliveira

SD PM Erasmo Macário da Silva

SD PM Ismael Freitas Moreira

SD PM Firmino da Silva Miranda

SD PM Gercione Carneiro de Sousa

SD PM Carlos Antônio de Freitas

SD PM Ernane Roque Bellenzier

SD PM Emival Alves de Madeira

SD PM Adauto Costa Alves

Policiais denunciados por revolta armada

1° SGT PM Manoel Aragão da Silva

3° SGT PM Francisco das Chagas Trindade

CB PM Maurício Mota Junquilho

SD PM Fabrício Alexandre Lopes

SD PM Carlos Antônio de Freitas

SD PM Valmir Alves de Araújo

SD PM Ismael Freitas Moreira

SD PM Erasmo Macário da Silva

SD PM Firmino da Silva Miranda

SD PM Ernane Roque Bellenzier

SD PM Gercione Carneiro de Sousa

CB PM Mário Cézar Ramalho Ferreira

2° SGT PM Zacarias de Sousa Leite

SD PM José Wilson Ribeiro de Almeida

CB PM Elizeu Dinir Rogado da Silva

SD PM Mozair Lourenço de Sousa

Denunciados por peculato-furto

1° SGT PM Manoel Aragão da Silva

CB PM Maurício Mota Junquilho

CB PM Cláudio Alfredo Alves

SD PM José Arnaldo Alves dos Santos

SD PM Rosaldo Oliveira

SD PM Pedro Aires da Silva

SD PM Iris Alves Pereira

Fonte MPE-TO

Por: Redação

Tags: Estado, Justiça