Palmas

A abertura oficial do I Congresso Municipal de Vigilância em Saúde aconteceu nesta segunda-feira, 03, no Auditório Cuíca da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e contou com a participação de mais de 400 profissionais ligados a área da saúde. O seminário tem a proposta de discutir a qualidade de vida e capacitar os profissionais de saúde da

Capital.

O evento segue até o dia 06, com a realização de diversas oficinas, na Universidade Federal do Tocantins (UFT) e Centro Universitário Luterano de Palmas (Ulbra), que tratarão temas como, doença de chagas, diagnóstico e manejo clínico da dengue, tuberculose, DST/Aids,

assistência oncológica, doenças transmitidas por alimentos, animais peçonhentos de importância médica, imunização, estresse, entre outros assuntos.

Na abertura I Congresso Municipal de Vigilância em Saúde estiveram presentes o Secretário Municipal de Saúde, Samuel Bonilha, que no ato representou o Prefeito de Palmas, Raul Filho, a Promotora de Justiça da Cidadania de Palmas, Dra. Maria Roseli de Almeida Peri, dentre

outras autoridades que representaram a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Marinha do Brasil, Fundação Oswaldo Cruz do Estado do Rio de Janeiro (Fiocruz), Instituto Butantan e Ministério da Saúde.

Abertura foi proferida pela Coordenadora da UTI Pediátrica do Hospital Geral de Palmas, Dra. Maria Regina Komka, que falou sobre a Transmissão Vertical da Sífilis.

Ascop

Por: Redação

Tags: Estado, Justiça, Palmas, Tocantins