Ciência & Tecnologia

Vários países impõem restrições ao uso da Internet, censurando sites considerados perigosos para a manutenção dos regimes ditatoriais. Ron Deibert, da Universidade de Toronto, no Canadá, faz o contrário: ele cria programas que permite que os cidadãos desses países burlem essa censura.

Navegando por sites bloqueados

Deibert criou um programa, chamado Psiphon, que permite que os usuários da Internet que estejam sob censura naveguem livremente pelos sites bloqueados. O Psiphon é um software livre, podendo ser baixo sem custos (veja o link- http://psiphon.civisec.org/).

"Nós queremos criar um programa de segurança fácil de usar que permita que os usuários acessem informações atualmente bloqueadas por seus governos - para garantir que os indivíduos possam exercitar seus direitos humanos básicos," diz ele.

Censura na Internet

Na primeira versão, os usuários precisavam enviar um endereço IP único para seus amigos ou familiares que morem em um dos 40 países ao redor do mundo onde a Internet é censurada. Eles então podiam se conectar a esse servidor e usá-lo para acessar os sites bloqueados.

A nova versão, que acaba de ser lançada, é mais simples, tendo se transformado em um serviço livre e aberto a qualquer pessoa ao redor do mundo que não tenha um contato confiável em um país sem censura.

Inovação tecnológica

Por: Redação

Tags: Mundo Digital