Estado

Foto: Luciano Ribeiro Teve deputado se apertando para pegar uma pontinha da fita Teve deputado se apertando para pegar uma pontinha da fita

Um sonho de mais de um século foi tornado concreto, através da conclusão da maior ponte do Tocantins: a ponte Pedro Afonso-Tupirama, sobre o rio Tocantins. Para sua inauguração, um evento à altura aconteceu nesta sexta-feira, 21, com a presença de centenas de populares, do governador Marcelo Miranda (PMDB), do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento; senadores, deputados, secretários e mais de 75 prefeitos de todo o Estado.

Um sonho passado de geração a geração, cuja realização pareceu que se daria no início da década de 1980 (quando alguns pilares começaram a ser construídos, mas logo viraram ruínas), agora tornou-se realidade em tempo inesperado. Iniciadas em janeiro de 2006, as obras da ponte foram inauguradas com a antecipação de um ano da data inicial prevista. Para isso, mais de R$ 95 milhões foram investidos, através de parceria entre os governos federal e estadual. As obras não pararam até serem concluídas, gerando cerca de 1.000 empregos.

Além de ligar populações, a ponte de Pedro Afonso é considerada a promessa de um novo tempo para a economia da região – responsável por 20% produção de soja do Estado, grão que domina a pauta de exportações do Tocantins. Segundo o presidente da Coapa – Cooperativa Agropecuária de Pedro Afonso, Ricardo Cury, a história da região divide-se em antes e depois da construção da ponte. “É um divisor de águas para todo o sistema produtivo”, emenda Cury, afirmando que a obra irá baratear o transporte de insumos agrícolas em 15%, facilitando também a comercialização da colheita para o Brasil e o exterior, pelo acesso às rodovias BR-153, BR-010 e BR-235.

Sozinho, o município de Pedro Afonso produz 160 mil toneladas de soja ao ano, estando prestes a se iniciar também na plantação de cana-de-açúcar para a produção de etanol.

Sobre a inauguração, o governador considerou que o Tocantins vivia um “dia histórico”. “É a materialização de um sonho, que trará ainda muita riqueza para esta região e renda para o bolso do trabalhador”, avaliou.

Anúncios

Com o início das atividades da Ferrovia Norte-Sul, as exportações de Pedro Afonso serão facilitadas também pelo acesso direto ao Porto de Itaqui, no Maranhão. Neste sentido, o ministro Alfredo Nascimento anunciou uma grande novidade durante a inauguração: a liberação de R$ 733 milhões para as obras da estrada de ferro, na última quinta, 20, pela companhia Vale (antiga Vale do Rio Doce). Nascimento também garantiu que no primeiro semestre da 2009 a Norte-Sul chegará até Palmas.

O governador Marcelo Miranda também trouxe um anúncio positivo ao evento: a aprovação de financiamento para a construção da Hidrelétrica de Estreito, entre o Maranhão e o Tocantins, por parte do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social. O financiamento é no valor de R$ 2,6 bilhões.

A ponte:

1.060 m de extensão (a maior ‘ponte de concreto armado do Tocantins)

Liga o Norte do país às regiões Amazônica e Nordeste

Liga o Tocantins ao Pará e ao Maranhão

Pista com 14 m de largura, com 1,35 m para passeio de pedestre e 2,45m para ciclovia

Maior vão livre (central) com 112 m de altura e menor com 37m

Número de vãos: 25

Ao todo são 24 pilares, de altura máxima de 31m

 

Da redação com informações da Secom

Por: Redação

Tags: Estado