Estado

Foto: Marcio Vieira Japoneses devem ficar no estado até dia 11 Japoneses devem ficar no estado até dia 11
  • Foto - Marcio Vieira

Representantes do JBIC – Banco de Cooperação Internacional do Japão anunciaram, na manhã desta terça-feira, 04, em audiência com o governador Marcelo Miranda (PMDB), no Palácio Araguaia, em Palmas, que estão avançadas as negociações entre a instituição e o Estado, para o investimento no Propertins – Programa de Perenização e Aproveitamento das Águas do Tocantins.

O Propertins é um programa que pretende criar 26 eixos barráveis no Tocantins, com o intuito de perenizar os rios, principalmente da região Sudeste do Estado. Para a primeira fase do programa, que compreende elaboração de estudos e planejamento, estão previstos investimentos de R$ 30 milhões, sendo R$ 25,5 milhões do JBIC e R$ 4,5 milhões de contrapartida do governo do Estado.

Segundo o chefe da missão japonesa, Yutaka Murai, a visita é um reconhecimento das áreas onde o programa será implantado, e representa uma etapa avançada para o financiamento ao Propertins. “Estamos bem adiantados nas negociações com o governo do Tocantins, e esperamos que o programa se inicie o mais rápido possível”, afirmou.

Os representantes japoneses chegaram nesta terça ao Tocantins e devem ficar no Estado até o próximo dia 11, visitando os municípios de Taguatinga, Chapada da Natividade e Dianópolis, focos principais do programa.

De acordo com o secretário estadual de Recursos Hídricos, Anízio Pedreira, a elaboração de estudos e planejamento mostrará o que pode ser feito para o melhoramento e perenização das águas no Estado. “Esses estudos estão diretamente ligados ao combate à estiagem, principalmente nas regiões Sudeste e Sul do Estado”, afirmou. Segundo ele, o Propertins vai compreender uma área de 90 mil quilômetros quadrados.

Em outubro de 2007, os japoneses estiveram no Tocantins para conhecer a proposta do Propertins e sinalizaram interesse em financiá-lo. Após esse encontro, foi elaborada uma carta consulta com informações gerais sobre o Propertins, apresentada à COFIEX - Comissão de Financiamentos Externos, do Ministério do Planejamento, órgão responsável por autorizar a contratação do financiamento.

Após a aprovação da COFIEX, prevista para ocorrer até agosto de 2008, o Banco de Cooperação do Japão deverá aprovar a parceria e, assim, iniciar o programa.

Da redação com informações Secom

Por: redação

Tags: Estado