Cultura

Foto: Umberto Salvador Coelho
  • A história é o alicerce do futuro de um povo - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Muitas leis do estado foram criadas aqui - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Aqui se travou muitos debates durante o governo Moisés Avelino - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Naquela época corria-se contra tempo para fazer a história, hoje é preciso correr para preservá-la - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Muitas lideranças do estado por aqui passaram - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Governador Marcelo Miranda exerceu seu primeiro mandato de deputado aqui a partir de 1990 - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Palco de momentos históricos do Tocantins está se desintegrando - Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Gov. Marcelo Miranda (c) com a sup. do Iphan e o pres. Fund. Cultural - Foto - Frederick Borges

Um dos símbolos da recente história do Tocantins e que está sendo consumido pelo tempo e abandono, a antiga sede da Assembléia Legislativa do Estado será restaurada numa parceria entre o Iphan – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e o governo do Estado.

A novidade foi apresentada nesta quinta-feira, 6, durante audiência do governador Marcelo Miranda (PMDB) com a superintendente da 14ª regional do órgão, Salma Saddi, e vai oxigenar já nos últimos suspiros o monumento que foi palco de importantes debates e ações que contribuiram para solidificação do jovem estado. Também participaram da reunião o presidente da Fundação Cultural do Tocantins, Júlio César Machado, e a chefe do Iphan no Tocantins, Luciana Araújo.

Os trabalhos podem iniciar até o mês de setembro, estima a superintendente. Segundo ela, falta apenas a liberação de recursos pelo Orçamento Geral da União, para licitar a obra. Os investimentos ainda não foram definidos, mas haverá contrapartida do governo do Estado, adiantou o presidente da Fundação Cultural do Tocantins, Júlio César Machado.

Outra novidade é o Centro Histórico de Porto Nacional, que deve ser tombado pelo Iphan até agosto deste ano, informou a superintendente. Para isso, o estudo realizado na cidade está sendo analisado por um comitê para a definir a situação e um dossiê foi entregue ao governador.

Plano de ação

Ainda na reunião foi apresentado ao governador o plano de ação 2008. Entre as atividades a serem realizadas consta um seminário sobre a paisagem cultural da região do Jalapão. Além disso, estão sendo inventariadas as culturas indígenas e quilombolas e estudos em municípios como Guaraí, Gurupi e Pedro Afonso. O instituto está concluindo ainda o primeiro Mapeamento Cultural do Tocantins. “Tudo isso é possível porque existe uma gestão compartilhada”, disse Salma Saddi.

Da redação com informações da Secom

Por: redação

Tags: cultura, Estado