Estado

Foto: Divulgação

A implantação de uma rede de biotecnologia dos estados da região Norte foi um dos principais assuntos discutidos no Fórum Regional do CONSECTI/Norte - Conselho Nacional de Secretários da Ciência Tecnologia e Inovação, realizada nesta terça-feira, 11, em Palmas. A rede pretende oferecer cursos de pós-graduação em doutorado em áreas de meio ambiente, contribuindo para a formação de novos pesquisadores em todos os estados da região.

A idéia foi proposta pelo secretário das Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia, Luiz Antônio Barreto de Castro. Ele explicou que esse programa integrado tem o objetivo de desenvolver estudos para a produção de medicamentos fitoterápicos a partir dos 60 tipos de plantas existentes na Amazônia. “Um exemplo é o óleo da copaíba, já comercializado em todo o país para o tratamento de inflamações, que pode ser melhorado e com um selo da região”, comenta Luiz Barreto.

Outro assunto discutido na reunião foi a inserção dos estados no Programa de Pesquisa sobre a Biosfera-Atmosfera na Amazônia Legal. O representante do Ministério da Ciência e Tecnologia garantiu o apoio do governo federal aos estados que estiverem inseridos no Programa. Mas Luiz Antônio explicou que para as propostas terem mais força de captação de recursos é necessário que sejam elaborados projetos que contribuam para a melhoria de vida da população.

Segundo o secretário da Ciência e Tecnologia do Tocantins, Osmar Nina Garcia, a realização do fórum no Tocantins é um exemplo de que o governo do Estado vem realizando investimento nessas áreas. “Nesta reunião nós discutimos programas e projetos de interesse comum dos estados da região Norte”, disse Osmar Nina.

Já a coordenadora geral de Gestão Tecnológica da Suframa - Superintendência da Zona Franca de Manaus discorreu sobre o Fundo Setorial para a Amazônia, que este ano vai investir R$ 44 milhões em programas de pesquisa, R$ 23 milhões em grupos de pesquisa e R$ 5 milhões na formação de recursos humanos. O encontro também contou com a participação da Superintendente Regional do Banco da Amazônia, Marisa Maracaípe, que apresentou as linhas de créditos que o Banco da Amazônia oferece na área de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Sustentável.

Os principais pontos discutidos no Fórum Regional vão compor a Carta de Palmas, que será encaminhada ao ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e serão discutidos no Encontro Nacional do Consecti, no mês de abril, em Manaus(AM).

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Estado