Polí­tica

Foto: Moreira Mariz

Ao comentar o caso da menina Isabela, morta há cerca de um mês, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) conclamou toda a sociedade brasileira a denunciar crimes de agressão contra crianças. A senadora disse que o governo deve investir na instalação de delegacias da criança e do adolescente por todo o país e sugeriu que as prefeituras capacitem os professores das escolas públicas a identificarem estudantes agredidos ou sob risco de agressão. “Todos podem denunciar, até anonimamente” frisou a senadora.

Kátia Abreu lembrou que a morte da menina Isabela Nardoni causou indignação em todos os brasileiros e lamentou a possibilidade de o caso vir a ter um impacto negativo sobre as crianças. Ela ressaltou que não é uma tarefa fácil explicar para as crianças "que monstruosidade foi essa", pois os principais suspeitos do assassinato são o pai e a madrasta da menina. E manifestou o seu receio de que o crime atemorize as crianças, pois muitas têm pais separados, padrastos e madrastas.

A senadora sugeriu aos familiares e professores que conversem e dêem atenção às crianças, pois é difícil para elas entenderem a situação. “Um pai ter assassinar a própria filha. O que estarão pensando as crianças? A família e os professores não podem fugir desse assunto” disse a senadora.

Kátia Abreu lamentou que, na capital do Tocantins, Palmas, já tenham ocorrido, apenas em 2008, 78 casos de violência contra crianças, resultando em três mortes. Ela disse que no Brasil, das mais de 76 mil denúncias de agressão a crianças em 2007, 55 mil delas tinham como agressor alguém da própria família. E dessas 55 mil agressões, 81% são feitas pelos próprios pais. “Essas estatísticas assustam a todos nós. Uma criança é assassinada no Brasil a cada dez horas” lamentou. Em aparte, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) elogiou o pronunciamento da colega.

Fonte: Agência Senado

Por: redação

Tags: dem, Kátia Abreu, Política, Senado