Cultura

Foto: Emerson Silva

O Conselho Estadual de Cultura- CEC/TO já tem nova direção. A eleição do presidente, vice e secretário executivo do órgão aconteceu na manhã de sábado, 10, na Sala Sinhozinho no Espaço Cultural, logo após a cerimônia de posse dos conselheiros e suplentes.

Embora o Governador Marcelo Miranda tenha por lei a atribuição de escolher o nome do Presidente do Conselho, entre os conselheiros eleitos, ele optou por referendar a escolha feita pelo próprio CEC. Através da eleição direta entre os membros, foram eleitos o presidente: o representante da Fundação Cultural do Tocantins, Sergio Lorentino; a vice-presidente, a conselheira da Câmara de Culturas Populares, Maria Lúcia Rocha; e como secretário, o conselheiro da Câmara de Artes Cênicas, Hananias Vieira

O mandato dos conselheiros é de dois anos. O Conselho Estadual Cultura é um órgão consultivo e deliberativo da política estadual de promoção, defesa, orientação, difusão e proteção da cultura do estado do Tocantins e é vinculado à Fundação Cultural do Estado.

Posse

O presidente da Fundação Cultural do Tocantins, Júlio César Machado, empossou os conselheiros e suplentes do Conselho Estadual de Cultura, em cerimônia realizada na manhã de sábado, 10, no Teatro Fernanda Montenegro.

A cerimônia contou também com a presença da presidente do Conselho Municipal de Cultura de Palmas, Kátia Maia Flores, do presidente da Fundação Cultural de Palmas, Pierre de Freitas, do presidente do Prodivino, Acy de Carvalho Fontes, do deputado federal, João Oliveira, e da deputada estadual Josy Nunes.

Ao todo, foram empossados 20 conselheiros e 20 suplentes dos segmentos: artes plásticas; artes cênicas; música; audiovisual; literatura; artesanato; comunidade dos povos indígenas; comunidades negras e quilombolas; culturas populares e patrimônio cultural material e imaterial. Dentre os empossados, representantes dos municípios de Palmas, Araguaína, Porto Nacional, Gurupi e Paraíso do Tocantins.

Os membros foram eleitos por eleições diretas, entre os dias 03 e 05 de dezembro do ano passado. Ainda tomaram posse membros representantes do poder público.

A presidente do Conselho Municipal de Cultura, Kátia Flores, falou, em seu pronunciamento, sobre a importância do órgão e da sua contribuição para o enriquecimento de políticas públicas para o setor. "É preciso pensar cultura, como desenvolvimento para a sociedade", ressalta.

O deputado João Oliveira, em seu discurso, anunciou aos artistas presentes, que irá buscar mais recursos para a cultura tocantinense. O deputado explicou que, através de emenda parlamentar, buscará, em Brasília, mais recursos para serem aplicados em 2009 em políticas públicas para o setor.

Termo de Cooperação

Além da posse dos membros do CEC/TO, o evento marcou também uma nova conquista para a classe artística tocantinense, com a assinatura do Termo de Cooperação entre a Fundação Cultural do Tocantins e Instituto Social Divino Espírito Santo - Prodivino para concessão de crédito para os artistas plásticos.

Pela parceria, os artistas plásticos poderão agora pleitear créditos cujos valores variam entre R0,00 e R.000,00. Os critérios para obtenção do benefício são os mesmos exigidos na modalidade do microcrédito, além do cadastro na Fundação Cultural, que emitirá um documento comprobatório para a obtenção do crédito. As taxas de juros correspondem a 0,5% ao mês, três meses de carência e com prazo de pagamento de até 15 meses.

Fonte: Fundação Cultural

Por: Redação

Tags: CEC, cultura, Fundação Cultural