Estado

Uma equipe de fiscais da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária apreendeu na manhã desta terça-feira, 13, no município de Buriti do Tocantins, a 714 Km de Palmas, extremo Norte do Estado, 15 toneladas de mussarela. O produto, encontrado em um estabelecimento clandestino, estava em péssimo estado de armazenamento e as condições de higiene na fabricação eram precárias. Outras 10 toneladas de sal, usado para salgar o queijo, foram apreendidas.

Existe a suspeita de que o queijo era recolhido dos estabelecimentos comerciais, por estar com a data de validade vencida, e reembalado com novas datas de fabricação e vencimento para que pudesse voltar ao mercado.

A ação de apreensão e interdição do laticínio, que não tinha nome e nem registro junto a um serviço de inspeção, foi desencadeada em conjunto com o Ministério Público Estadual e com o apoio da Polícia Militar. Os produtos apreendidos serão destruídos. O local da destruição ainda será definido juntamente com o Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins e deve ocorrer ainda nesta quarta-feira, 14.

Segundo informações dos fiscais, o laticínio pertencia antigamente à empresa Lac Norte e foi vendido pela mesma há alguns meses. Ainda está sendo investigada qual empresa teria comprado o estabelecimento, que ficará interditado por tempo indeterminado, ficando impedido de produzir e comercializar qualquer tipo de produto.

O presidente da Adapec, Humberto Camêlo, esclarece que a interdição está prevista no Decreto Estadual 343/1996, do Serviço de Inspeção Estadual e visa a melhoria das condições de consumo dos produtos lácteos, protegendo a Saúde Pública da população tocantinense.

Apreensão

No dia 24 de abril outras três toneladas de queijo foram apreendidas nos municípios de Goianorte e Arapoema, Noroeste do Estado. O produto, impróprio para o consumo, foi destruído no aterro sanitário de Colinas. Na operação, dois estabelecimentos foram interditados e outros quatro autuados.

Fonte: Secom

Por: redação

Tags: Adapec, Buriti, Estado, Mussarela