Estado

Concluir a construção da ponte ligando os Estados do Pará e do Tocantins, garantir mais segurança e trafegabilidade às mercadorias interestaduais e asfaltar 17 quilômetros entre a ponte do Rio Araguaia até o município de Marabá. Estes foram os objetivos das audiências realizadas na terça-feira, 27, pelo deputado federal Zé Geraldo (PT-PA), com os ministros de Estado, Paulo Bernardo, Dilma Rousseff e com o coordenador do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz, para solicitar que estas obras sejam incluídas e concluídas com os recursos do PAC.

“As reuniões foram produtivas e a expectativa é bastante positiva, até porque já tivemos a sensibilidade governamental de incluir outras pequenas obras dos Estados amazônicos no PAC. As estimativas de custos das obras giram em torno de R$ 60 milhões. Isso porque o projeto de construção já está licenciado e parte da estrutura da ponte de um quilômetro foi iniciada na gestão do ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (FHC), porém não foi concluída. Agora estamos superando esta fase, além de agilizar o processo de licitação do asfaltamento”, explica o parlamentar.

O deputado enfatiza que o gestor do PAC deu sinais positivos para os investimentos. “As obras devem começar no segundo semestre. Hoje a transposição de mercadorias entre o Pará e o Tocantins é realizada por balsas. Com a construção da ponte e o asfaltamento dos 17 quilômetros, conclui-se o asfaltamento de Tocantins até Marabá, no Estado do Pará, além integrar Altamira, Rurópolis e Itaituba, através da Rodovia Transamazônica”, detalha Zé Geraldo.

Estes investimentos, segundo o parlamentar, “fortalecem a construção de um grande corredor de escoamento da produção regional, tanto para o sudeste brasileiro como para o Pará e o Amazonas, favorecem as populações que moram na extensão destas cidades, além de reduzir o custo de manutenção dos veículos e garantir mais celeridade na entrega das mercadorias nos seus destinos”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa dep. Federal Zé Geraldo

Por: Redação

Tags: Altamira, Estado, PAC, Pará