Estado

A jornalista Mariá Soares, os indígenas José Miguel Kocjoñ, Édson Krahô e o quilombola, Denis Francisco Soares vão para La Paz (Bolívia) participar do I Curso Internacional de Cine Documental. Trata-se de uma parceria da ECA - Escuela de Cine y Artes Audiovisuales de La Paz/El Alto, na Bolívia com o Brasil – parceria entre Brasil e Bolívia, com instituições de ensino, de pesquisa, povos indígenas e movimentos sociais populares na América Latina.

O curso será desenvolvido em três etapas. A primeira fase acontecerá de 04 de agosto a 06 de setembro deste ano, em La Paz, a segunda, de 06 de janeiro a 02 de fevereiro de 2009, na cidade de Goiás (GO) e a terceira e última, de 03 a 29 de agosto de 2009, em La Paz. O objetivo principal do curso é dar prosseguimento a uma rede de integração Brasil – Bolívia, que culminará com a formação de cineastas comprometidos com a pluralidade cultural, que possam administrar futuramente uma sede da ECA no Brasil.

O Projeto se baseia nos eixos centrais: a construção de uma rede de conhecimentos, informação e bens culturais, para a construção de relações democráticas e solidárias entre povos e seus movimentos sociais, com a participação de universidades e centros de pesquisa; e a consolidação , dentro da parceria, de um núcleo regional para a formação especifica de cineastas populares em cine-documentário. Mariá Soares foi convidada para participar do projeto, devido ao trabalho de difusão da cultura e da história dos povos indígenas e quilombolas que ela desenvolve no Tocantins.

No momento, participam do Projeto a Escuela de Cine de La Paz/El Alto, Universidades Federais do Mato Grosso do Sul, Rondônia e Goiás; Universidade Católica Dom Bosco-UCDB e Museu Indígena de Campo Grande (MS); pesquisadores da Unicamp e UFRJ, TV Serrana ( Argentina), o povo Mapuche ( Chile ), além de professores e pesquisadores da Venezuela e de Cuba.

Fonte: Assessoria de Imprensa do projeto no Tocantins

Por: Redação

Tags: América Latina, Estado, Rede