Ciência & Tecnologia

Um nova-iorquino de 28 anos foi condenado nesta terça-feira a 30 meses de prisão por enviar spam a mais de 1,2 milhão de usuários do provedor de acesso AOL (America Online) e ocultar a fonte dessas mensagens.

A Promotoria Federal em Manhattan, dirigida pelo juiz Michael García, informou em comunicado da condenação emitida contra Adam Vitale por sua participação em um esquema para mandar correio comercial não solicitado.

O caso, julgado por Denny Chin, remonta a 2005, quando o acusado descobriu como enviar correio em massa ao saltar o filtro anti-spam da AOL e sem que os receptores pudessem saber a origem da mensagem.

Segundo a Promotoria, um confidente ofereceu a Vitale e a um colega que se gabavam de ter ganhado dezenas de milhares de dólares através de spam ilegal, publicar um produto que supostamente queria comercializar, em troca de 50% dos lucros.

Entre 17 e 23 de agosto de 2005, ambos enviaram cerca de 1,2 milhão de e-mails ocultando a fonte, um crime pelo qual Vitale também deverá abonar US$ 183.304 à AOL.

O condenado já tinha sido declarado culpado em junho de 2007, assim como seu colaborador, Todd Moeller, que já foi condenado a 27 meses de prisão.

 

Fonte: Folha Online

Por: Redação

Tags: AOL, Mundo Digital, Spans