Polí­tica

Foto: Hueber Salvador de Oliveira

O candidato da União do Tocantins – UT à prefeitura de Palmas, Marcelo Lelis (PV), visitou na tarde desta quinta-feira, 17, a redação do Conexão Tocantins. A visita faz parte de uma série de contatos que Lelis vem fazendo com os veículos de comunicação.

Na oportunidade o candidato estava acompanhado da candidata a vice-prefeita, Warner Pires (PR). Lelis disse que sua equipe estará nos próximos dias interagindo com a população colhendo sugestões para seu plano de governo.

O candidato informou que, caso seja eleito, vai retomar o projeto de seqüestro de carbono de Palmas, que foi lançado por ele em 5 de junho de 2002. Segundo ele, ainda hoje Palmas pode ser a primeira cidade do mundo a ter um projeto desta natureza, “que traga ganhos ambientalmente sustentáveis”. Lelis disse que a venda de créditos de carbono vão gerar receita para inclusive manter a secretaria de meio ambiente em sua gestão.

Warner Pires aproveitou a pauta da conversa para criticar o tratamento que se dá hoje na capital ao meio ambiente. Ela disse que respeita muito o titular da SEMACT – Secretaria de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Sadi Cassol, mas disse que ele não tem o perfil técnico da área. “é por isto que não se vê projetos nesta área”. Warner lembrou que “só plantar mudas para distribuir para a população é muito pouco”.

Lelis por outro lado disse que Raul fez o sistema de irrigação automatizado e vê isto como um avanço. Entretanto lembrou que mesmo assim o prefeito não conseguiu deixar a cidade bonita ainda. Lelis disse que, sendo eleito, vai utilizar o sistema “para deixar a cidade um brinco”.

Sobre o apoio de Siqueira Campos à sua campanha e o risco de uma possível associação do seu nome com o “velho”, uma vez que na campanha para governador a tônica da publicidade da UT era dizer que o “velho estava voltando” e isto desgastou no embate com o “novo e moderno” vendido pela publicidade da Aliança da Vitória, Lelis disse que sua candidatura surgiu do sentimento de mudança e possui o apoio do povo e de várias lideranças de peso.

Lelis disse que Siqueira será muito importante como conselheiro e isto ficará muito claro durante a campanha, e depois que for eleito “se disserem é inexperiente, não somos, e ainda temos líderes como Siqueira, que quando precisarmos poderá nos aconselhar”, arrematou.

 

Umberto Salvador Coelho