Estado

Foto: Lia Mara

O presidente do grupo empresarial Brasilinvest, Mario Garnero, confirmou oficialmente ao governador Marcelo Miranda a participação da Petrobras – Petróleo Brasileiro S/A, na elaboração do projeto de construção do Alcoolduto que irá interligar os estados do Tocantins, Piauí e Maranhão, para escoamento da produção de álcool e outros biocombustíveis. O anúncio foi feito durante audiência na tarde desta terça-feira, 05, no Palácio Araguaia, em Palmas.

“Venho confirmar ao governador a participação da Petrobras no projeto do alcoolduto. A empresa fará os estudos de viabilidade econômico-financeira, bem como das condições geofísicas do trajeto da obra”, adiantou Garnero. Ele disse também que a participação da Petrobras será de grande importância para o desenvolvimento, tanto físico quanto econômico do empreendimento.

Garnero disse ainda que a previsão é que os estudos técnicos que vão viabilizar a obra iniciem ainda neste mês de agosto. “Se não houver atrasos, nossa expectativa é que até o fim do ano já tenhamos esses estudos concluídos, que são essenciais para o início das obras”, contou.

O secretário estadual de Indústria e Comércio, Eudoro Pedroza, disse que o próximo passo será a criação de uma empresa com fim específico, que será gerida pelo três estados (TO, PI e MA). “A criação desta empresa, que será a responsável pela execução da obra, será anunciada provavelmente durante encontro dos governadores dos estados, em Teresina (PI), ainda neste mês”, afirmou o secretário. A empresa terá a responsabilidade de definir e normatizar a gestão do alcooduto. Após esta primeira fase, o projeto deverá ser ampliado e aberto a investimentos privados.

De acordo com o secretário, o trajeto inicial do Alcoolduto partirá de Palmas até o Porto de Itaqui (MA), com um ramal partindo do Piauí. Ainda não foram definidos valores de investimentos na construção da obra. “O que podemos adiantar é que essa será uma obra de grande importância para nosso Estado, assim como a Ferrovia Norte-Sul, que vai atrair investimentos na instalação de usinas produtoras de álcool e gerar mais emprego e renda para a população”, disse.

A idéia inicial para a construção do Alcoolduto foi ratificada através da assinatura de um protocolo de intenções, assinado pelo governador Marcelo Miranda e por representantes dos governos do Maranhão e Piauí, além da Brasilinvest, durante a realização do II Fórum de Desenvolvimento Sustentável, que ocorreu na cidade de Nova York (EUA), em maior deste ano.

 

Fonte: Secom