Polí­tica

Foto: Manoel Lima

O candidato a prefeito pelo PV, Marcelo Lelis, acompanhado da vereadora Warner Pires (PR), candidata a vice-prefeita em sua chapa, visitou nesta terça-feira, 9, o presidente da Câmara Municipal de Palmas, vereador Carlos Braga. O encontro marcou o fim das visitas institucionais de Marcelo Lelis aos chefes dos poderes constituídos.

Lelis, frisou que quer fazer uma administração onde os interesses da cidade se sobreponham aos de grupos políticos, e que quer zelar para manter uma relação institucional de alto nível com todos os poderes, ele disse estar feliz com a receptividade que obteve nesta seqüência de visitas.

O candidato do PV, entretanto, fez questão de manifestar o seu descontentamento de ter recebido uma negativa somente do governador do Estado, Marcelo Miranda (PMDB). "Estive com os presidentes da Assembléia Legislativa, da Câmara Municipal, do Tribunal de Justiça, do TRE, do TCE, e ainda fui recebido por secretários da Prefeitura de Palmas. Do Governo do Estado, que se diz democrático, recebemos apenas um telefonema informando que Marcelo Miranda não tinha disponibilidade na agenda para receber-me. E quero ressaltar, que além de ser candidato a prefeito da nossa capital, sou deputado estadual, mas o governador não tem meia hora em sua agenda", declarou Marcelo Lelis.

Sugestões de Carlos Braga

Elogiando a iniciativa do candidato Marcelo Lelis de realizar as visitas institucionais e a forma como ele montou o seu Plano de Governo, o vereador Carlos Braga recebeu um exemplar das mãos de Marcelo Lelis, e aproveitou para apresentar três sugestões para o candidato, caso eleito: a criação de uma bolsa de estudo para jovens da zona rural de Palmas, uma atenção especial para o programa de habitação urbana e o asfaltamento da via principal do São João.

O presidente da Câmara Municipal, Carlos Braga, declarou ainda que Marcelo Lelis é muito querido no poder legislativo municipal, e elogiou o fato da campanha do candidato do PV estar se concentrando nas propostas e passando mensagens de esperança para o povo, ao invés de ficar se concentrando no passado.

 

Umberto Salvador Coelho

Da redação com informações assessoria de imprensa UT