Economia

Nos últimos anos, a construção civil tem sido um dos principais componentes de impulso para a economia do Tocantins. Segundo o Relatório de Contas Regionais de 2006 do IBGE, divulgado dia 14 de novembro, o setor tem 14,3% de participação no PIB - Produto Interno Bruto do Estado. Esse índice coloca o Tocantins em primeiro lugar entre os 27 estados da Federação, no segmento da construção. Para se ter uma idéia, a média de participação do setor no PIB brasileiro é de 4,7%. Esses dados mostram que o Tocantins é um estado em franco desenvolvimento de sua infra-estrutura, principalmente com obras públicas, a exemplo de estradas, pontes e habitação.

A política do governo estadual para reduzir o deficit habitacional, por exemplo, resultou em investimentos de aproximadamente R$ 200 milhões, de 2003 a 2006. Esse montante contou com a parceria da União e prefeituras, em programas como o Cheque Moradia e Habitação para todos nós. No mesmo período, foram entregues 18.832 moradias em todo Estado. Essas obras injetaram, de 2003 a 2006, cerca de R$ 187 milhões no setor de materiais de construção.

O PIB da construção também foi impulsionado pelas obras de infra-estrutura. Nos últimos quatro anos foram construídas 100 novas pontes e executadas reformas e construção de prédios públicos, ampliação da rede de energia elétrica e construção de mais de 2 milhões de metros quadrados de asfalto em vias urbanas, além de saneamento básico, abastecimento de água e construção de módulos sanitários, totalizando 382 obras públicas realizadas e investimentos de R$ 188 milhões.

O governador Marcelo Miranda disse ter ficado satisfeito com o resultado do relatório do IBGE, que apontou o Tocantins acima da média nacional no segmento construção. Segundo o governador, o Tocantins vive um novo ciclo de desenvolvimento. "Fico orgulhoso em saber que estamos contribuindo para o setor social, na área de habitação e de infra-estrutura do nosso Estado. A cidadania no Estado está prevalecendo e quem ganha são as famílias tocantinenses que estão sendo beneficiadas com o desenvolvimento socioeconômico do Estado", declara o governador, ressaltando que tudo isso é possível graças às parcerias, com o governo federal e com os governos municipais.

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Construção Civil, Economia, PIB