Economia

Foto: Marcio Vieira

O governador Marcelo Miranda entregou às empresas Bunge e à japonesa Itochu a Licença Ambiental para a construção de uma usina esmagadora de cana-de-açúcar no município de Pedro Afonso, a 304 km de Palmas. A cerimônia de assinatura do documento aconteceu na tarde desta quinta-feira, 11, no Palácio Araguaia. “Aqui se faz a diferença e o antídoto da crise está no Tocantins”, disse o governador, referindo-se ao investimento da empresa, à logística e às qualidades naturais do Estado.

“Agora com o licenciamento em mãos, as obras começam imediatamente”. Assim afirmou o presidente da Bunge Alimentos, Sérgio Roberto Waldrich. No Tocantins, a construção da usina vai possibilitar a produção de açúcar, álcool combustível e energia renovável. Waldrich também disse que até 2010 serão investidos US$ 350 milhões de dólares no empreendimento, que terá capacidade inicial de processar 1,4 milhão de toneladas de cana-de-açúcar por ano. A expectativa é que sejam gerados 1.400 empregos diretos e 7.000 indiretos. Em 2012, o processamento da cana deve aumentar para 4,4 milhões de toneladas.

Segundo o presidente do Naturatins, Marcelo Falcão, o órgão se empenhou para que a Licença Ambiental fosse expedida seguindo todas as exigências legais. “Foi analisada a parte de indústria, a parte de floresta e também a parte de outorga de água. Nada foi deixado de lado”, concluiu.

Durante o evento de entrega do documento, o vice-presidente da Itochu Brasil S.A., Tatsuya Hirota, lembrou que a parceria entre as duas empresas vai garantir que o combustível gerado no Tocantins possa ser exportado para países como o Japão. “A Bunge vai entrar com 80% do investimento e a Itochu com 20%”, afirmou Hirota.

Bunge

A Bunge é uma das mais importantes empresas dos ramos do agronegócio e de alimentos. Ela tem a liderança em originação de grãos e processamento de soja e trigo, na produção de fertilizantes e ingredientes para nutrição animal, na fabricação de produtos alimentícios e em serviços portuários.

Atualmente, está presente em 16 estados brasileiros com mais de 300 unidades. O faturamento bruto da companhia em 2007 atingiu a cifra de R$ 22,5 bilhões e o total de exportações foi de R$ 9,7 bilhões.

Fonte: Secom