Estado

A Polícia Militar do Tocantins em parceria com a Secretaria Estadual de Educação acabam de implantar em Palmas, o Centro de Ensino Profissionalizante da Polícia Militar. Já no próximo dia 17 de agosto iniciam as aulas dos três primeiros cursos, totalmente gratuitos, na Unidade de Ensino em Palmas, nas modalidades de EMI – Ensino Médio Integrado a Educação Profissional e PROEJA.

Os cursos iniciais serão de Técnico em Informática com ênfase em redes, Técnico em Instrumentos Musicais e Técnico em Trânsito com ênfase em educação. Neste último o aluno sairá habilitado a ministrar palestras, cursos e será um multiplicador de educação de trânsito. Inicialmente serão abertas cinco turmas de 35 alunos, sendo que três turmas funcionarão no período da noite, com duração de 3 anos, e duas no período da tarde com duração de 4 anos. À noite funcionarão as turmas de Música, informática e trânsito. Já no período da tarde funcionarão as turmas de informática e música. No final do curso o aluno sairá com o ensino médio completo e técnico em música, informática e trânsito, podendo ingressar em qualquer faculdade.

A princípio, os cursos funcionarão na Academia de Polícia Militar Tiradentes (APMT). Posteriormente serão transferidos para a sede definitiva, que será construída em Palmas, na quadra 1.102 Sul. As matrículas devem ocorrer nos dias 5 e 6 de agosto, na sede da Academia de Polícia Militar Tiradentes (APMT), em Palmas. O único requisito exigido para o preenchimento das vagas, será a ordem de inscrição do candidato. A previsão é de que no próximo ano sejam abertas mais vagas para outros cursos. Em Arraias o início das aulas está previsto para janeiro do próximo ano, com as turmas de enfermagem, música e informática.

O Centro de Ensino Profissionalizante da Polícia Militar tem previsão para oferecer 400 cursos técnicos profissionalizantes em diversas áreas. Os cursos serão distribuídos nos quatro campus a serem instalados brevemente nas cidades de Palmas, Gurupi, Araguaina e Arraias. O corpo docente será formado por policiais militares habilitados em cada área e professores qualificados da sociedade civil e da Secretaria Estadual de Educação.

Palmas e Arraias serão as primeiras a implantarem o novo sistema de ensino, por já possuírem o terreno para a construção dos prédios. O projeto para a construção da obra nos dois municípios tem a mesma estrutura e já foi protocolado no Mec, sendo aguardada a liberação da verba para ser feita a licitação, e no máximo em um ano após a licitação será feita a entrega da obra.

Já nas cidades de Araguaina e Gurupi, a implantação dos cursos depende da liberação dos terrenos para a construção dos centros. A informação é de que já está sendo providenciado pelos comandantes de cada Batalhão.

O projeto

O projeto estrutural é totalmente custeado pelo Governo Federal, que disponibilizará inicialmente para os Colégios de Palmas e Arraias cerca de 36 milhões, para investimento na parte estrutural das duas instituições de ensino, sendo 17 milhões para cada uma. A contrapartida do Estado será a doação do terreno para a construção dos campus.

Estrutura física

O projeto para a construção dos Centros Profissionais de Palmas e Arraias já foi concluído e tem a mesma estrutura. Cada um conta com 12 salas de aulas com 60m², sete laboratórios (música, Química, Física, Informática, Matemática, Línguas e Biologia), auditório com capacidade para 200 pessoas, biblioteca equipada com 20 computadores, quadra poliesportiva coberta, e com arquibancada para 360 pessoas e vestiários, praça de alimentação, sala para Grêmio Estudantil, estacionamento interno com capacidade para 40 veículos e palco para shows e apresentações.

Criação do projeto

Os estudos para a criação do projeto de implantação dos cursos profissionalizantes oferecidos pelo Governo Federal já vem sendo feitos pela PM e Seduc desde o final do ano passado. Após tomar conhecimento de que no Ministério da Educação existia um Programa de Ensino profissionalizante, a Polícia Militar procurou a Seduc e depois de formalizada a parceria foi realizada a 1ª reunião em 9 de março deste ano de 2009. Participaram da reunião, o comandante da Polícia Militar, coronel Albuquerque, o diretor de ensino da PM, coronel Clovis, a secretária da educação e cultura, professora Dorinha, a gerente da educação profissional, Rosa Barreto e outros.

Mais informações na Diretoria de Ensino da PM, pelos telefones 63 3218-2727 ou 3218 - 4712.

Por: Redação

Tags: Cursos, Estado, Polícia Militar, Seduc