Estado

Um esforço de cooperação entre estados do Norte e Nordeste vai criar a Rede Amazônica de Pesquisa e Desenvolvimento de Biocosméticos, a Redebio. Serão mais de R$ 7 milhões investidos por fundações e secretarias dos estados envolvidos no acordo objetivando incentivar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação na região amazônica.

Amazonas, Acre, Maranhão, Tocantins e Pará são os estados que formarão a Redebio. A rede será viabilizada por meio de termo de cooperação técnica e financeira firmado entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (Sect/TO), Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Amazonas (Sect/AM), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa) e demais fundações de amparo à pesquisa dos estados participantes.

A Redebio apoiará financeiramente atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação da área de cosméticos. Os projetos passarão por prévia seleção e em seguida serão disponibilizados em rede, para que haja intercâmbio e interação de dados e conhecimentos científicos entre os pesquisadores dos cinco estados.

Dos R$ 7,2 milhões investidos para a criação e manutenção da Redebio, R$ 2,1 milhões virão do Amazonas; R$ 2,1 milhões do Maranhão; R$ 2,1 milhões do Pará; R$ 600 mil do Tocantins e R$ 300 mil do Estado do Acre.

O acordo de cooperação técnica e financeira foi publicado no Diário Oficial do Estado do Pará na última quarta-feira, dia 12, e vigorará até 2012.

Fonte: Agência Pará

Por: Redação

Tags: Estado, Redebio