Geral

Foto: Ises Oliveira

A eleição indireta para escolha do novo governador e vice-governador do Tocantins contará com a participação do TRE - Tribunal Regional Eleitoral -, OAB - Ordem dos Advogados do Brasil - e ministérios públicos do Estado e da União. A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira, dia 14, em uma reunião de deputados na Sala da Presidência do Legislativo.

De acordo com Júnior Coimbra (PMDB), presidente interino do Legislativo, foi elaborado um documento que será entregue ainda hoje, convidando representante dos órgãos para acompanharem o processo eleitoral, como observadores. “Formamos uma comissão para visitar cada órgão, a fim de apresentar o que estamos definindo sobre a eleição, porque nós queremos um processo eleitoral limpo, no qual a sociedade possa participar, por intermédio de suas representações”, destacou.

Coimbra acrescentou que já está pronta a minuta de regulamentação da eleição e a previsão é de que o projeto de resolução seja votado na sessão ordinária desta terça-feira, dia 15, para que a eleição aconteça na sexta-feira, dia 18.

Fazem parte da comissão de visita ao TRE, OAB e Ministérios Públicos, além do presidente do Parlamento, Júnior Coimbra, os deputados Angelo Agnolin (DEM), José Geraldo (PTB), Marcello Lelis (PV), Sargento Aragão (PPS), Raimundo Palito (PP), Josi Nunes (PMDB) e Solange Duailibe (PT).

Fonte: Dicom/AL