Estado

Foto: Álvaro Vallim

Em audiência com o vice-governador Eduardo Machado, na manhã de ontem, terça-feira, 10, o diretor da ItaFós Fertilizantes, Leonardo Marques da Silva, anunciou para o próximo dia 24, em Arraias, o lançamento da pedra fundamental do primeiro pólo minero-químico do Tocantins. O complexo industrial será composto pela ItaFós e mais seis empresas, sendo quatro misturadoras de fertilizantes e duas transportadoras, representando um investimento de US$ 100 milhões até 2012 e gerando, inicialmente, 600 empregos diretos.

Machado ressaltou que o governo não mediu esforços para que a ItaFós se decidisse pela instalação de seu complexo industrial no Tocantins, assim como tem feito com diversas empresas. “O governo do Tocantins está empenhado em apoiar empresas que estejam interessadas em realizar investimentos no estado, o que significa principalmente mais empregos e renda para a nossa população”, acentuou o vice-governador. Ele ressaltou que a ampliação da ItaFós no Tocantins significa um grande impulso econômico na região de Arraias, além de um grande incentivo para a agricultura tocantinense.

Leonardo Marques argumentou que, além da localização da jazida de fosfato localizada em Arraias, os benefícios oferecidos pelo Governo do Tocantins à empresa foram fundamentais para a decisão de instalar aqui o complexo industrial. “Recebemos todo o apoio do governador Carlos Gaguim e do vice Eduardo Machado para que a ItaFós trouxesse para o Tocantins os investimentos para a instalação da nossa planta industrial”, ressaltou.

Marques informou ainda que na fase de implantação a empresa deve gerar cerca de 600 empregos diretos. Além disso, prevê a possibilidade de investimentos da ordem de US$ 500 milhões até 2015, gerando mais de 2.300 empregos diretos. “Este pólo minero-químico deverá alterar significativamente a economia da região sudeste do Tocantins com a produção e também ampliar a atuação da agricultura tocantinense, com a redução nos custos dos fertilizantes no estado”, frisou.

Fonte: Secom