Estado

A Ferrovia Norte-Sul poderá não ser contemplada com verbas do Orçamento da União de 2010, alertou nesta segunda-feira, 21, em Brasília, o senador João Ribeiro (PR). Do Plenário do Senado Federal, João Ribeiro fez um apelo para que o governo federal procure uma forma de resolver as pendências apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sem que aja a necessidade de paralisação dos trabalhos.

“A Ferrovia Norte-Sul é a principal obra do Programa de Aceleração do Crescimento [PAC]. Se antes ela foi chamada de uma ferrovia para ligar o nada a lugar nenhum, hoje é reconhecida como uma obra de integração nacional”, disse o senador, ao falar sobre a importância da Ferrovia para o Tocantins e demais estados beneficiados pela obra.

O senador pelo Tocantins ressaltou que a ferrovia é fundamental para o desenvolvimento econômico do Tocantins. “Quando os trens estiverem circulando, haverá um barateamento nos custos do transporte da produção de soja, milho, feijão, arroz, carne bovina, minérios e outros produtos produzidos e comercializados no Estado. Além disto, a redução no preço do frete proporcionará um ganho de competitividade com relação aos concorrentes estrangeiros”, assinalou.

João Ribeiro confessou aos seus colegas senadores que o seu sonho é "ver os trens da Norte-Sul apitando pelos trilhos da ferrovia, com o nosso povo que trabalha e planta na região, se beneficiando da obra". João Ribeiro disse estar muito preocupado com a notícia que surgiu esta semana e revelou que defenderá pessoalmente a não paralisação da obra em todas as instâncias possíveis em Brasília.

Em seu pronunciamento, o senador fez um apelo para que o presidente e o relator da Comissão Mista de Orçamento possam intervir junto ao Tribunal e ao Ministério do Planejamento para que as obras não sejam paralisadas enquanto não se encontre uma solução para os problemas apontados pelo TCU.

Fonte: Assessoria de Imprensa João Ribeiro