Geral

A renovação da licença de funcionamento da UHE Lajeado foi tema de debates entre os deputados, na manhã desta quarta-feira, 10, na Assembleia Legislativa (AL) do Tocantins. A medida foi criticada pelos prefeitos integrantes do Consórcio do Lago numa reunião realizada ontem na prefeitura de Palmas. Na ocasião, o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), criticou a liberação da licença de funcionamento da usina sem que os prefeitos fossem informados pelo Naturatins.

Em concordância com os prefeitos consorciados, a deputada Solange Duailibe (PT) afirmou que a decisão foi precipitada e espera que a Investco, empresa responsável pela Usina de Lajeado, cumpra todos os Planos Básicos Ambientais - PBA. A parlamentar afirmou ainda que o governo Carlos Gaguim é democrático e que esta ação não muda a forma como ela vê a atual gestão Estadual.

Antes da paralisação da sessão ordinária da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira, o deputado estadual Stalin Bucar (PR) disse que os prefeitos foram devidamente avisados e que iria comprovar isso em seu discurso em plenário. O parlamentar salientou que esteve em reunião com o Ministério Público e que, caso as metas da empresa não sejam cumpridas, são previstas multas que variam de R0 a R milhões.

A deputada e líder do governo na Assembleia, deputada Josi Nunes (PMDB), também comentou o caso, dizendo que 80% das metas estabelecidas já foram cumpridas. A peemedebista comentou ainda que entende a preocupação dos governos municipais e que, ao contrário de gestões anteriores, “será feita uma fiscalização mais efetiva" por parte do governador Gaguim (PMDB) e do presidente do Naturatins, Stalin Beze Bucar.