Estado

Foto: Rafael Carvalho

Buscando ampliar o leque de obras tocantinenses inclusas nos recursos federais, o governador do Tocantins, Carlos Henrique Gaguim, participou no início da tarde desta segunda-feira, 29, do lançamento do PAC 2 - Programa de Aceleração do Crescimento, no auditório do Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília. O evento teve a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e ministros de Estado, entre eles a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

De acordo com as propostas do PAC 2, o Tocantins deverá ser beneficiado com investimentos em rodovias (BR 153 e BR 242), na Ferrovia Norte-Sul, na dragagem e derrocamento da Hidrovia do Tocantins, na recuperação do Rio Formoso, além da continuação dos projetos Sampaio, São João e o Propertins, que já estavam contemplados no PAC 1, entre outros.

Para o governador Gaguim, alocar recursos para essas obras é essencial para o planejamento do Estado, mas ele pretende avançar ainda nessa área. “Nós vamos fazer mais; vamos colocar mais obras dentro dessa segunda etapa do programa, como casas populares, além de investimentos, e a nossa hidrovia. Eu fiquei feliz sim, mas eu quero avançar ainda mais nas questões do PAC 2”, observou.

Lula batizou o PAC de “prateleira de projetos”, lembrando aos governadores e prefeitos presentes ao evento da importância de um projeto bem estruturado. “O que libera dinheiro (...) é o cuidado que o governador, prefeitos, ministros têm ao trazer um projeto consistente com o cumprimento das exigências legais”, pontuou, ressaltando que o programa foi lançado nessa data para garantir o tempo necessário para preparação dos projetos pelos governantes. Segundo o presidente, até junho deste ano, o núcleo de coordenação do PAC se reunirá com prefeitos e governadores, para “destrinchá-lo”. Entre abril e junho, o governo federal deverá analisar mais de 10 mil projetos. Até o momento, 441 projetos já foram selecionados.

Recursos

Em todo o Brasil, serão investidos cerca de R$ 1 trilhão com a segunda fase do programa, que foi desdobrado em seis subgrupos (Cidade Melhor; Comunidade Cidadã; Minha Casa Minha Vida; Água e Luz Para Todos; Transportes e Energia). O PAC 2 vai utilizar critérios ambientais para a escolha de suas ações, priorizando alternativa sustentáveis. No PAC "Minha Casa, Minha Vida", por exemplo, todas as moradias deverão, obrigatoriamente, ter aquecedor solar. Outra novidade é a adoção de um modelo de usinas hidrelétricas inspirado nas plataformas de petróleo, que reduz o impacto ao meio ambiente, durante a construção e a operação.

Prestígio

Além dos ministros, participaram da solenidade o vice-presidente da República, José Alencar; o presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Michel Temer; o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Base, Paulo Godói; o presidente da Central Única dos Trabalhadores, Artur Henrique Santos; parlamentares; governadores; prefeitos, entre eles o de Palmas, Raul Filho; presidentes de autarquias; representantes de trabalhadores; lideranças e comunidades empresariais. Acompanhou o governador Carlos Gaguim o secretário de Representação, Carlos Patrocínio.

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Carlos Gaguim, Estado, PAC