Polí­tica

Foto: Dicom/AL

A executiva estadual do PTB se reúne nesta segunda, 31, para decidir os rumos da sigla nas eleições de outubro. O partido que até o momento compõe a base de sustentação do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) tende a continuar no grupo governista.

A reunião começa às 14 horas no auditório do Hotel Victória e será fechada apenas aos membros. Vão participar 51 mmebros do diretório mais 34 delegados, como informou o diretório regional nesta segunda, 31.

O presidente estadual do partido, deputado José Geraldo já declarou que sua preferência é apoiar a reeleição do governador. Em recente evento com prefeitos, o deputado afirmou que pretende fazer com que todo o partido apoie o governador. No entanto, em virtude da ligação do partido com o grupo da União do Tocantins nas eleições passadas, muitos membros mesmo com a decisão de ficar com Gaguim devem apoiar a pré-candidatura do tucano Siqueira Campos .

O partido, assim também como o PPS estadual, vai fazer palanque nacional para o presidenciável do PSDB, José Serra.

Divididos

O prefeito de Formoso do Araguaia, por exemplo, Pedro Rezende afirmou ao Conexão Tocantins que seu apoio já é do ex-governador independente da decisão do partido. “Sou Siqueira, sou João Ribeiro e não mudo minha posição”, declarou.

O vice-presidente regional, o ex-deputado Antônio Jorge também é base Siqueirista e inclusive compôs palanque ao lado do ex-governador neste sábado, 29, em Porto Nacional.

Rezende afirmou ainda ao Conexão Tocantins que fez consulta ao diretório nacional e constatou que não há nenhum impedimento para que a sigla colige com o PMDB no Estado. “A orientação é que colige com partidos que façam palanque para José Serra, mas não há impedimento nos estados”, frisou.

Outros membros da sigla como o presidente do diretório municipal de Filadélfia, Pedro Coimbra também já declararam apoio a Siqueira.