Geral

Foto: Marcio Vieira

O Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins - Sisepe continua a mobilização dos servidores para acompanhar o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4.125 nesta quinta-feira, 10, às 14 horas, na sede do sindicato.

Nesta quarta feira, 09, o sindicato mobilizou, milhares de servidores, que acompanharam através dos telões instalados na sede da entidade o julgamento da ADI 4125, impetrada pelo PSDB no Supremo Tribunal Federal.

O relatório da ministra Carmem Lúcia, deixou claro que ela levou em consideração o memorial assinado pelos seis sindicatos que defendem os servidores públicos do Tocantins, que pediram a modulação dos efeitos da decisão. Carmem Lúcia propôs aos seus pares o prazo de 18 meses para que o governo do Estado resolva de uma vez por todas o problema, por meio da realização de concursos públicos.

A expectativa para esta quinta-feira é que ao retomar o julgamento, os demais ministros acompanhem o voto da relatora que declarou a lei inconstitucional, mas concede prazo para que a administração estadual consiga fazer as mudanças necessárias.

O Sisepe faz questão de frisar que a situação ainda requer cuidados, pois só após o fim do julgamento é que saberemos quais serão os parâmetros estabelecidos pelo STF.

O presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro ressalta a importância dos servidores acompanharem o julgamento. “Convocamos novamente todos os servidores a continuarem a mobilização nesta quinta-feira, na sede do Sisepe, quando os ministros darão continuidade ao julgamento, podendo dar a sentença final sobre o assunto”, frisou o presidente.

Ressaltamos a necessidade de pontualidade dos nossos companheiros, uma vez que a ADI 4125 será a primeira ação a ser julgada na pauta desta quinta.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sisepe