Polí­tica

Foto: Divulgação

O secretário estadual de Governo, Carlos Braga em entrevista ao Conexão Tocantins neste sábado, 12, afirmou que a equipe de articulação política do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) tem certeza do apoio de 80 prefeitos.

“Hoje podemos dizer que temos tranquilamente oitenta prefeitos apoiando o governador”, disse. Para Braga, adesão de gestores à campanha de Gaguim está surpreendendo. “Estamos muito satisfeitos porque o governador tem recebido vários apoios de lideranças, de vereadores e de prefeitos”, frisou.Alguns gestores de partidos aliados à União do Tocantins, segundo o secretário, ainda não divulgaram apoio mas já garantiram que ficarão com Gaguim.

Dos partidos utistas, por exemplo, Fabion Gomes (PR) de Tocantinópolis já declarou que pretende ficar com Gaguim, assim como Joaquim do Posto (PV) de Natividade e ainda o prefeito de Araguaina, Valuar Barros (DEM), dentre outros.Do PMDB, apenas Valtenis Lino de Santa Fé do Araguaia já declarou que não acompanha o governador.

Braga conta que com a adesão do deputado federal e presidente do PP, Lázaro Botelho e da ex-prefeita de Araguaina, Valderez Castelo Branco o grupo de prefeitos em torno do governador já aumenta. “Agora com certeza virão mais lideranças e prefeitos ligados a eles para nosso grupo”, disse.

Na região norte, a articulação política busca o apoio de prefeitos de outros partidos e ainda de lideranças ligadas ao grupo do ex-governador Siqueira Campos (PSDB).

Estratégia

O secretário conta que o grupo político em torno do governador está se fortalecendo com a proximidade das eleições. “Entre nós existe união mesmo”, disse. Com relação à quantidade de partidos e ainda perda de lideranças para a União do Tocantins, o secretário afirma que está otimista com as articulações governistas.

“Muito trovão é sinal de pouca chuva”, frisou se referindo à União do Tocantins.Os coordenadores de campanha do governador continuam mobilizando as lideranças. O grupo adiou a inauguração do escritório político de articulação para evitar problemas de prazos com a justiça eleitoral.

Ainda falta o PT

O grupo tenta agora trazer o Partido dos Trabalhadores para fortalecer a aliança das siglas da base de apoio ao presidente Lula e à ministra Dilma Rousseff. A Convenção do PT, que deve oficializar a candidatura de Paulo Mourão acontece dia 26 no Espaço cultural.