Polí­tica

Foto: Conexão Tocantins Paulo Roberto (foto) criticou a curta trajetória política de Lelis Paulo Roberto (foto) criticou a curta trajetória política de Lelis

Durante a sessão da manhã desta terça-feira, 15, na Assembleia Legislativa do Tocantins, os deputados Paulo Roberto Ribeiro (PR) e Marcelo Lelis (PV) protagonizaram uma discussão quente em seus discursos.

A discussão começou antes mesmo dos discursos, quando Paulo Roberto pediu para usar o tempo da liderança da coligação PR/PV na sua fala. Neste momento Lelis interveio e afirmou que desde a sessão da última quarta-feira, estava inscrito e com o pedido de uso do tempo da liderança, e por isso, como líder do partido, iria fazer o uso deste tempo extra. Neste momento, Paulo Roberto, lembrando da aproximação do julgamento de seu mandato, alfinetou Lelis, dizendo que “além de tentarem impedir minha eleição, agora querem me impedir de falar”.

Os discursos

Quando subiu à tribuna, o deputado republicano aproveitou seu tempo de discurso para atacar a coligação de Siqueira Campos (PSDB) na ação de impedimento da entrega das bicicletas aos Pioneiros Mirins e alfinetar a atuação de Marcelo Lelis no julgamento da ADI 4125. De acordo com Paulo Roberto, esta foi a primeira vez que não viu Lelis ao lado dos sindicatos. “O deputado se calou sobre os 21 mil funcionários demitidos”, completou.

Esta fala de Paulo Roberto fez com que Lelis acionasse seu direito de resposta e classificou o discurso de Paulo Roberto de demagógico. Marcelo Lelis afirmou que, após tantos julgamentos no Supremo Tribunal Federal, a justiça brasileira já está de olho nas ações dos políticos tocantinenses. Elevando o tom de voz Lelis destacou que ninguém é contra entregar bicicletas aos Pioneiros Mirins. “Mas não agora. É ilegal!” exclamou.

Paulo Roberto responde

Em resposta à Marcelo Lelis, o republicano afirmou que a característica de demagogo não cabe a ele, Paulo Roberto. O deputado do PR afirmou que Lelis é um político jovem, mas que carrega consigo “o peso dos velhos políticos velhacos” do Tocantins.

Paulo Roberto criticou a legislação estadual vigente e lembrou que quem criou essas leis foi o primeiro governador do Estado, Siqueira Campos. O republicano disse ainda que defender as crianças não é demagogia. “Que lei é essa? Se elas (as leis) estão erradas, a culpa é de quem as criou”, completou.

Paulo Roberto criticou a curta trajetória política de Lelis e afirmou que o deputado do PV não conhece a realidade dos municípios do interior do Tocantins, por se tratar de “um político de capital”. “O senhor foi criado em berço de ouro. Quando o senhor no Estado, seu pai era secretário do governo”, completou. Neste momento, Lelis, de sua mesa no plenário respondeua Paulo Roberto que chegou a Palmas três anos antes de seu pai assumir a secretaria no governo Siqueira Campos.

Outro ponto de crítica levantado pelo parlamentar republicano foi a secretaria que era ocupada pelo irmão de Lelis, Fábio Lelis. De acordo com Paulo Roberto, no período em que o irmão do deputado do PV esteve à frente da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, “foi uma das secretarias que mais contratou funcionários comissionados em todo o Estado”.

Lelis reafirma demagogia

“O senhor é demagogo! O senhor não me conhece! Eu cheguei em Palmas para plantar grama, plantar árvore!”. Foi com estas palavras que o deputado iniciou sua réplica contra Paulo Roberto.

De acordo com Lelis, ao questionar a legislação, Paulo Roberto estaria contestando a autoridade do judiciário e dos tribunais do Tocantins. “O senhor está dizendo que o TRE está agindo errado, que o TSE errou ao cassar o antigo governador”, completou.

Lelis afirmou que os Pioneiros Mirins merecem as bicicletas, mas “que se continuar a ser feito desta forma, vai ter ação de novo”.