Geral

Foto: Divulgação

Os desembargadores do Tribunal de Justiça vão retomar nesta quarta, 16, o julgamento do certame do Quadro Geral que começou na semana passada.

O relator da matéria desembargador Marco Villas Boas já proferiu o voto e hoje o revisor substituto, Carlos Sousa, que pediu vista deve apresentar seu parecer acerca do certame.O julgamento acontece na 2ª Câmara cível.

A representante do Ministério Público, desembargadora Leilane Pires, já se pronunciou pela continuidade do certame. Os advogados Florismar Sandoval e Auri Wallange foram os autores das Ações Populares que questionam a legalidade do certame.A Fundação Universidade do Tocantins e ainda o representante da Fundação Universa também se pronunciaram na semana passada sobre a aplicação das provas.

Mais efetivos

Se o certame for homologado vai ajudar o Estado a reajustar o quadro de comissionados assim como determinou o Supremo Tribunal Federal. O governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) aguarda a liberação do certame para divulgar a lista dos aprovados e assim homologar o certame. O Estado tem um ano para diminuir o número de comissionados.

O certame prevê mais de seis mil vagas e teve 104 mil inscritos.

Concurseiros na expectativa

A Comissão formada pelos candidatos que fizeram o certame está na expectativa para o julgamento das Ações populares. Na última sessão, um grupo da coordenação participou do julgamento. Para o grupo, não há mais motivos para o Tribunal de Justiça não dar o resultado.