Geral

Foto: Benhur de Souza De acordo com a líder do governo haverá reunião com os deputados para definir agenda de atendimentos De acordo com a líder do governo haverá reunião com os deputados para definir agenda de atendimentos

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta terça-feira, 29, a deputada Josi Nunes (PMDB), líder do governo na Assembleia Legislativa, afirmou que mesmo após convenção petista, o PMDB ainda espera apoio do partido para as eleições deste ano.

De acordo com a parlamentar, ela acredita que ainda existe a possibilidade de o PT desistir da candidatura de Paulo Mourão para lançar apoio ao governador Carlos Gaguim (PMDB) à reeleição. “A possibilidade existe, não só agora, como depois também”, completou.

A deputada afirmou que o PMDB não abre mão do apoio do partido do presidente Lula para a campanha que se aproxima. “Continuo com a esperança de que o PT se una a nós, assim como o PMDB se uniu ao PT na nacional”, ressaltou.

Convenção PMDB

A convenção estadual do PMDB acontece na próxima quarta-feira, 30, no paço municipal de Palmas. Segundo a líder do governo, a expectativa dentro do partido é muito grande. “Estamos trazendo militantes de todo o Estado”, destacou.

Depois da reunião do partido na última quinta-feira, 24, o único assunto pendente entre a aliança de apoio à candidatura do governador, é o número de coligações para as proporcionais de Gaguim. Sobre este assunto, Josi afirmou que o posicionamento do governador é no sentido de se lançar uma única coligação para eleger os deputados da aliança.

A deputada ressaltou eu existem dois partidos, entre os aliados de Gaguim, que pretendem se lançar sozinhos nas proporcionais: PSB e PHS. “O deputado Laurez (Moreira) gostaria de uma candidatura própria do PSB, o tenente Célio do PHS também”, destacou. No entanto, a parlamentar destacou que o PMDB pretende trabalhar para um “chapão” proporcional.