Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista coletiva concedida após o encerramento da sessão ordinária da manhã desta terça-feira, 6, na Assembleia Legislativa, o presidente da Casa, deputado Júnior Coimbra afirmou que sua campanha abrangerá cerca de 70% dos municípios tocantinenses onde são suas bases eleitorais.

Coimbra destacou que, mesmo sendo da cidade de Filadélfia, região central do Tocantins, seus planos são de abranger a maior fatia possível do Estado nessas eleições. “Minha campanha será praticamente em todo Estado, em todas as regiões”, completou.

Disputa interna

O PMDB terá uma forte disputa dentro de sua legenda para a campanha de 2010. O ex-governador e deputado federal Moisés Avelino (PMDB), mesmo sendo da mesma sigla do governador Carlos Gaguim já vem declarando apoio à candidatura de seu opositor, o também ex-governador Siqueira Campos (PSDB).

No entanto, Coimbra destacou que o partido está ciente da situação e que não haverão maiores problemas na candidatura de Avelino, mesmo subindo em outro palanque. “Desde o primeiro momento nós respeitamos o posicionamento do deputado Avelino. O partido foi unânime ao dar a legenda para a sua candidatura”, completou.

Proporcionais

O presidente da Assembleia afirmou que o PMDB vem forte para a campanha nas proporcionais deste ano. De acordo com Coimbra, dentro do partido, são 9 candidatos com mandato em vigor, sendo 4 deputados federais, 4 estaduais e um senador. “A proporcional está fortíssima, com a presença de líderes que fortalecerão a nossa coligação”, completou.

Majoritária

Depois da adesão do Partido dos Trabalhadores na coligação “Força do Povo”, que apóia a candidatura do governador Gaguim à reeleição, o PMDB conseguiu a participação de todos os partidos que compõem a base do presidente Lula para a campanha deste ano. Para Coimbra, este será um fator preponderante para o sucesso no pleito. “Vamos fazer um palanque único” para o Presidente e a ministra Dilma Rousseff (PT) candidata apoiada por Lula.