Polí­tica

Foto: Divulgação

O governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) que tenta reeleição tem na estrutura de sua campanha a atuação do conselho político formado para diagnosticar possíveis problemas regionais na articulação política.

A princípio um confronto de conselhos, já que na estrutura do governo também há um conselho político instituído e presidido pelo secretário de Assuntos Parlamentares, Totó Cavalcante.

No entanto, conforme apurou o Conexão Tocantins, apenas o conselho criado pelo coordenador de Campanha, Igue do Vale (PSDB) está atuando na campanha de Gaguim.

Igue explicou que não há presidente neste conselho instituído no dia 5 de julho. “Liguei pessoalmente convidando todos os indicados pelos partidos para ajudarem a coligação na campanha”, disse. “Todos os conselheiros têm total liberdade para entrar em contato inclusive diretamente com o governador”, disse.

Esse conselho chamado por Igue de “moderno” foi criado apenas para a campanha. O reitor da Universidade Federal do Tocantins, Alan Barbiero, o presidente do PT, Herlan Torres e ainda o candidato a suplente de senador, Brito Miranda são alguns membros deste conselho que tem ainda representantes em Araguaina e Gurupi.

O coordenador disse que este conselho não tem vínculo com o outro que é governamental e não político-partidário.

Sem atuação

Também em entrevista ao Conexão Tocantins nesta manhã, Cavalcante afirmou que o conselho governamental não está atuando na campanha de Gaguim. “ O conselho não entra em atividade política-partidária, apenas nas ações administrativas de governo”, esclareceu Totó. “Estamos à disposição para aconselhar o governo na parte administrativa”, disse, citando que no momento o conselho está ajudando no planejamento estratégico de 30 anos para o Estado.

O presidente salientou ainda que a entidade é apenas governamental.

Totó explica que os membros são os presidentes de partidos que compõe o governo, alguns são os mesmos que estão no conselho criado por Igue.