Saúde

Foto: Jonas Ilário

Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde esclarece que desde 2007 possuiduas Unidades de Alta Complexidade em Oncologia nas unidades hospitalares de Palmas (no HGP) e em Araguaína, no Hospital Regional da cidade. Na nota, a Sesau esclarece que não possui unidade exclusiva para atendimento às crianças com câncer. No entanto, a Unacon conta com 24 leitos, dos quais quatro são infantis.

A Sesau, por meio da nota, esclarece que “nenhum dos dois serviços é especificamente para o atendimento de crianças, porém elas são atendidas nessas duas unidades”.

O esclarecimento da Secretaria da Saúde é em resposta às acusações da senadora Kátia Abreu (DEM), que na tarde da última quarta-feira, divulgou para a imprensa que entraria com ação no Ministério Público Federal contra o Hospital Geral de Palmas por não ter atendimento oncológico específico para crianças.

Confira na íntegra a nota da Secretaria Estadual da Educação:

A Sesau – Secretaria de Estado da Saúde informa que o HGP – Hospital Geral de Palmas possui uma Unacon – Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, que é destinada para pacientes de todas as idades. Outro serviço de oncologia, mais complexo, disponibilizado pelo Estado está localizado no HRA – Hospital Regional de Araguaína. Nenhum dos dois serviços é especificamente para o atendimento de crianças, porém elas são atendidas nessas duas unidades.
Segundo a RDC /Anvisa nº 220, de 21 de setembro de 2004 em seu anexo I, item 5.2.3.2 "nos STA – Serviço de Terapia Antineoplásica - que atendam, somente, crianças e adolescentes, o responsável técnico deve ser habilitado em Cancerologia Pediátrica, com titulação reconhecida pelo CFM – Conselho Federal de Medicina e que médicos que prescrevem a Terapia devem ser habilitados em Cancerologia Clínica, Pediátrica ou em Hematologia, com titulação reconhecida pelo CFM”. Isso é o que acontece no HGP.
Com relação ao número de profissionais, a Sesau informa que é pequeno frente à grande demanda de pacientes para oncopediatria, porém a Sesau tenta solucionar o problema com a abertura de vagas para conscursos e a contratação de profissionais. O último concurso teve apenas um profissional inscrito para as vagas. Profissional este, que já era dos quadros da Sesau e trabalhava como comissionado.
Unacon
A Unacon foi implantada no HGP em novembro de 2007. A Unidade conta com 24 leitos, sendo 04 deles, infantis; urgência e emergência, atendimento clínico, internação e quimioterapia.
Os pacientes são referenciados para os especialistas do hospital que por sua vez realizam as cirurgias, sendo as mais comuns atualmente, as ginecológicas, de mama, urológicas (de próstata), e cirurgias de cabeça e pescoço. No HGP também são realizados todos os exames de alta e média complexidade, necessários no auxílio de diagnóstico e tratamento.
A Unacon conta com equipamentos como, cintilógrafo, tomógrafo e a ressonância magnética, indispensáveis no diagnóstico e tratamento das patologias oncológicas, além do laboratório de anatomia patológica que realiza o exame de biópsia, coletada das peças cirúrgicas enviadas para investigação de cânceres.

Por: Redação

Tags: Kátia Abreu, Sesau