Polí­tica

Foto: Divulgação

Pesquisa Ibope divulgada há pouco pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta possível vitória da candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff. Ela aparece com 50% das intenções de voto, Serra, com 27%, e Marina, com 13%, na consulta estimulada – quando se apresentam as opções de candidatos às pessoas entrevistadas.

A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Considerando essa variação, Dilma alcançaria 51% dos votos válidos, o suficiente para vencer a eleição em primeiro turno. A consulta indicou um percentual de 5% para votos brancos e nulos na pesquisa espontânea.

Nesse tipo de apuração, Dilma tem 44% das intenções de voto, seguida pelo tucano José Serra, com 21%. A candidata verde Marina Silva aparece com 10% das intenções de voto.

Das três pesquisas divulgadas esta semana, duas apontam vitória de Dilma já no primeiro turno. O Instituto Vox Populi indicou a candidata petista com 49% das intenções de voto. José Serra (PSDB) aparece em segundo, com 25%, e Marina Silva, em seguida, com 12%. Já pesquisa divulgada pelo Datafolha indica segundo turno entre Dilma e Serra e aponta a petista com 46%, Serra com 28% e Marina com 14% das intenções de voto.

Em todos os cenários da pesquisa Ibope, Dilma aparece em uma curva crescente. Na estimulada, ela cresceu dos 38% registrados em junho, para os 50% computados neste mês. Já o tucano José Serra caiu dos 32% registrados em junho para 27% registrados em setembro.

José Serra apresentou a maior rejeição: 34%. Em junho sua rejeição era de 30%. Dilma registrou uma rejeição de 27%. Em junho, a petista tinha 23% de rejeição. Já a candidata Marina Silva obteve uma rejeição de 28% nesse mês, menor um ponto percentual que sua rejeição registrada em junho de 29%.

Em maio, na consulta espontânea, Dilma tinha 14% das intenções de voto, em junho passou para 22% até chegar aos 44% registrados neste mês. Serra também registrou crescimento, embora menor. Em maio, o tucano alcançava 10% das intenções de voto, em junho obteve 16% e chegou nesse setembro com 21%.

No último mês Marina apresentou um crescimento maior. A candidata verde havia obtido em maio 1% das intenções de voto, em junho cresceu para 3% e chegou neste mês a 10%.

Outro fato curioso na pesquisa Ibope espontânea é que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não está na disputa, obteve em maio 20% das intenções de voto, já em junho, esse percentual caiu para 9% e, agora, Lula aparece com 1% das intenções de voto.

O Ibope ouviu 3.010 pessoas entre os dias 25 e 27 deste mês, em 191 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 33.162/2010.

Fonte: Agência Brasil