Polí­tica

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 20, na Câmara Municipal de Palmas, o vereador Fernando Rezende (DEM) utilizou a tribuna para fazer duras críticas ao Governo do Estado. Segundo ele a situação é crítica, principalmente no Hospital Geral de Palmas (HGP), uma vez que a empresa que faz o serviço de limpeza do hospital não recebe há vários meses.

“O risco que os usuários do HGP correm é muito grande. Falta papel higiênico, copos plásticos, entre outros itens de necessidade básica. A falta de limpeza pode gerar um surto de infecção generalizada e a empresa já não tem condições de arcar com as despesas. Qualquer cidadão pode conversar com médicos, enfermeiros e usuários para ver a realidade”, disse Rezende durante seu discurso.

Outro ponto destacado pelo vereador foi a falta de recursos e estrutura física em várias secretarias do governo do Estado. Ele alertou para a situação na Secretaria da Educação onde, segundo ele, “existem servidores que viajaram, estão sem receber diárias e os veículos sem combustível para retornar à Palmas. É uma situação vergonhosa e espero que a imprensa dê eco à estas denuncias. Desafio o governo a desmentir estas denúncias”.

Sedumah

Fernando Rezende também fez críticas à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação de Palmas. O parlamentar municipal lamentou a falta de agilidade e de recursos do órgão tanto na emissão de documentos quanto na fiscalização das obras. “A secretaria, lamentavelmente, não acompanha o crescimento do setor habitacional de Palmas. Estamos deixando de arrecadar uma grande quantidade de recursos para o município, pois várias empresas estão deixando de investir em Palmas pela falta de incentivos e celeridade dos processos”, alertou o democrata.

Estiveram presentes, além de Fernando Rezende, os vereadores Damaso, Wanderley Barbosa, Lúcio Campelo, Cirlene Pugliese, Mauro Mota, Folha, Milton Neris, Bismarque e Divina Márcia.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Vereador Fernando Rezende