Polí­tica

Foto: Site Defensoria

O presidente da Ordem dos Advogados so Brasil, seccional Tocantins, Ercílio Bezerra falou ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 21, sobre o desentendimento entre o advogado Vasco Pinheiro e o presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Coimbra (PMDB).

Coimbra teria em plenário tentado agredir Pinheiro, segundo a versão do advogado. No entanto, Coimbra negou qualquer tentativa de agressão. Pinheiro, que representa os servidores da Assembleia, procurou Coimbra para conversar sobre o reajuste salarial referente à perda de valores causada pela criação da Unidade Real de Valor (URV) em 1994.

“Tomei conhecimento ontem e tão logo fui informado e orientei o advogado que formalizasse para tomarmos as providências”, frisou o presidente da OAB.

Bezerra informa ainda que já encaminhou o caso para a comissão de defesa das prerrogativas dos advogados que deverá pedir retratação do deputado já que o advogado alega que o peemedebista o agrediu moralmente principalmente sua profissão.

“Nos causa preocupação quando nós vemos no Tocantins um desequilíbrio emocional de um representante do povo. Quem exerce a função pública tem o dever redobrado de ter educação”, afirmou Ercílio.

“Os tempos de escola não lhe foram devidamente usados”, frisou sobre a postura agressiva do deputado. A comissão vai analisar em novembro qual procedimento tomar com relação ao deputado.