Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta segunda-feira, 3, o deputado estadual Sandoval Cardoso (PMDB) destacou que a base de oposição ao governo Siqueira Campos (PSDB) ainda não articula um nome específico para concorrer à presidência da Assembleia Legislativa este ano.

De acordo com o deputado, a única certeza entre os oposicionistas é de que o grupo se manterá fechado em torno do objetivo de conquistar a cadeira maior do Legislativo estadual. “Em torno de um nome ainda não. Existe uma articulação em torno do grupo”, completou.

Sandoval foi o deputado estadual mais votado nas eleições de 2010, contudo, os mais de 27 mil votos não subiram à cabeça do deputado. O peemedebista ressaltou que, mesmo criando expectativas em torno de seu nome como presidente da Casa de Leis, sua alta votação não é fator preponderante para que ele se candidate ao cargo. “Eu tenho, sim, um compromisso com os meus eleitores e com o Estado do Tocantins”, informou.

Único candidato declarado

Até o presente momento, o único deputado estadual que já declarou abertamente que pretende concorrer à presidência da Assembleia Legislativa foi Stálin Bucar (PR). Mesmo sendo de um partido aliado ao governador Siqueira Campos, Bucar já declarou que será candidato à presidência pelo lado dos 15 deputados de oposição.

Sobre a candidatura de Stálin, Sandoval adotou um discurso conciliador e afirmou que Bucar possui as qualidades necessárias para concorrer ao disputado cargo. “Eu não tenho objeção ao nome dele. E o fato de ele ser de um partido aliado ao governador não o impossibilita de concorrer pela oposição. Muito pelo contrário, ajuda a nos fortalecer junto aos outros deputados”, completou.

Oposição ao governo

Sobre os rumos que o Estado poderá tomar nestes próximos quatro anos de governo Siqueira Campos, o deputado, alegou que o grupo aliado ao ex-governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) pretende fazer uma oposição que considerou consciente. “Vamos fazer uma oposição consciente que ajude o Estado”, informou.

O deputado ainda citou, sem citar nomes ou legendas, a insatisfação de aliados do atual governador com relação à indicações para cargos no governo. De acordo com Sandoval, “politicamente, cada um tem uma posição. Eu tive notícias de partidos que não estão satisfeitos”, citou.