Polí­cia

Foto: Divulgação Gustavo Arruda foi assassinato brutalmente Gustavo Arruda foi assassinato brutalmente

A 2ª Delegacia de Polícia de Paraíso do Tocantins confirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 24, que as duas suspeitas de assassinarem o jovem Gustavo Arruda Ferreira confessaram o crime.

As duas já estão presas, segundo a delegacia e serão condenadas por crime passional. As investigações do caso já estão concluídas mas o delegado responsável Luciano Barbosa de Sousa só dará os detalhes no final da manhã.

O crime

Gustavo foi encontrado na madrugada de sábado às 6h15 min no Km 484 da BR 153 no porta malas de um Pegeout com as mãos e pés amarrados e cinco perfurações com arma branca no pescoço e na cabeça.

Um amigo do jovem estava viajando de Araguaina a Paraiso do Tocantins e viu o carro na rodovia quando ligou para a família que logo encontrou o corpo.

Gustavo era filho de Pedro José Ferreira, ex-presidente da Federação das Associações Comerciais e Industriais do Tocantins – Faciet.