Economia

Foto: Esequias Araujo

O secretário da Indústria, do Comércio e do Turismo do Tocantins, recebeu nesta quarta-feira, 09, o representante do Sultanato de Omã, Fabrizio Ferreira, que veio ao Tocantins conhecer as potencialidades do Estado nas áreas de segurança alimentar, turismo, industrialização e apoio logístico da Valec, no setor de minério.

Uns dos assuntos tratados na reunião foram as ações desenvolvidas pelo governo de Omã no setor turístico e os projetos a serem desenvolvidos na área para o Tocantins.

Segundo o representante Fabrizio Ferreira, o País desde a década de 70 vem diversificando sua economia com investimentos pesados no turismo de lazer e negócios, sendo que atualmente o setor ocupa o terceiro lugar na economia local, ficando atrás somente da produção petrolífera e de gás natural.

Para o secretário Ernani Siqueira, Omã pode ser usado como referência para o desenvolvimento deste setor no Tocantins. Ele explicou que o governo está finalizando uma parceira com o Exército Brasileiro, para a realização de um estudo detalhado dos pontos turísticos. Este estudo será utilizado para fazer o planejamento de obras estruturantes e divulgação do Estado. “Primeiro vamos investir no turismo local. Fazer o tocantinense conhecer nossas belezas naturais, para depois atrair turistas”, afirmou.

Outro assunto abordado foi a segurança alimentar de Omã e com este objetivo, Fabrizio Ferreira, explicou a intenção de criar um termo de cooperação entre seu país e o Tocantins, para a instalação de unidades produtoras de alimentos no Estado. “Com o início das operações da Ferrovia Norte Sul, será possível a exportação desses produtos, direto do Tocantins para Omã”, frisou.

Também participaram da reunião a subsecretária da Indústria e do Comércio, Leide Mota; o secretário executivo de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário, Ruiter Luiz Andrade; o consultor de Omã, Waldner Neves; Mauro Ramos, superintendente de Pátios da Valec e o empresário Iapurê Olsen.

Sultanato de Omã

O Sultanato de Omã é um país da Península Arábica. Sua população é de aproximadamente 2 milhões de habitantes. Cerca de 15% da população e 70% da força de trabalho são estrangeiros. A população omani é composta por árabes do estado do Golfo, sauditas, jordanianos, palestinos e zanzibaritas. Além de estrangeiros de países como: Paquistão, Índia, Filipinas Sri Lanka e ocidentais. A capital é Muscat.

Fonte: Secom