Palmas

Foto: Fernando Alves

O projeto de lei, que dispõe sobre parceria da Prefeitura Municipal com uma Universidade para realização de estudos sobre a tarifa do transporte coletivo no município de Palmas, foi aprovado na sessão ordinária de hoje, 16, na Câmara de Vereadores. O requerimento que deu origem ao projeto foi encaminhado pelo vereador Cavalcante na primeira sessão do ano legislativo.

A prerrogativa deste projeto é tornar transparentes as reivindicações das empresas e do executivo, buscando um preço justo para a população que é usuária do transporte coletivo. Para o vereador, este estudo se faz necessário e deve ser feito por especialistas. “Hoje o conselho que estuda a tarifa de ônibus no município não tem um membro que seja economista ou contabilista, e esta parceria trará o auxílio de profissionais para uma planilha que irá contrapor a planilha de custos atual”, explicou Cavalcante.

“Não estou afirmando que esta planilha seja certa ou errada, ou que existe ganho ou perda da empresa “A” ou “B”, porém é necessário que exista transparência e que a população seja esclarecida dos fatos, para que mais uma vez o povo não seja o prejudicado no bolso com medidas antidemocráticas desta gestão municipal”, afirma.

Reunião e manifestação

Nesta quarta-feira dia na ATTM, acontecerá a votação que aprovará ou não ou aumento da tarifa do transporte publico da cidade de Palmas. Defendendo a luta pela redução da tarifa, os estudantes universitários e secundaristas estarão se mobilizando para marcar presença nesse ato.

Esse é o segundo ato dos estudantes contra o aumento da passagem para as R$ 2,42.

Os estudantes reivindicam a redução imediata para o valor de R$ 2.00. O grupo argumenta que a empresa Miracema não cumpriu o termo de ajuste de conduta o qual previa uma série de reajustes essenciais para o bom funcionamento do transporte coletivo de Palmas,tais como: aumento e renovação da frota; instalação de banheiros e bebedouros na estações.

Da Redação com informações da Assessoria de Imprensa do vereador Cavalcante

Por: Redação

Tags: Aurismar Cavalcante, Miracema