Estado

O Movimento Estadual de Direitos Humanos do Tocantins - MEDH,protocolará ofício hoje, às 10 horas,nà Secretaria de Segurança Pública e Justiça do Estado do Tocantins em reunião com o Secretário solicitando celeridade na apuração da morte do advogado Sebastião Bezerra.

O coordenador do Centro de Diretos Humanos de Cristalândia que foi encontrado morto é considerado “referência humanitária em todo o Tocantins pelas lutas e entraves que liderou fazendo várias denúncias e incomodando.

Vários representantes do movimento devem estar presentes.