Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Vicentinho Alves participou da reunião do PR com a bancada da legenda no Congresso Nacional (Câmara e Senado). Em pauta, a discussão e definição partidária sobre itens propostos na reforma política, que foram encaminhados pelo senador Vicentinho à reunião da Comissão da Reforma Política, da qual faz parte juntamente com outros 17 senadores.

Os membros do PR discutiram questões que vêm sendo analisadas no anteprojeto proposto pelo Senado e que foram analisadas nesta reunião. Para o PR, as sugestões que o partido apresentou, como consenso, abrangem, inicialmente, dois pontos da ampla discussão proposta pela Reforma: a suplência de senador e a data da posse dos chefes do executivo.

Na orientação partidária foram encaminhadas como propostas definidas pela maioria à Comissão

“O entendimento que temos no PR é levarmos, à comissão, posicionamentos com conteúdo e amplamente discutidos pela bancada da legenda no Congresso Nacional. A preocupação do secretário geral, o deputado Valdemar (Costa Neto), e de nosso líder, o senador Magno Malta, bem como os demais membros do partido, é garantir que a participação do PR seja clara e pontual. Por isso, estendemos que estamos aprimorando as discussões, como forma de contribuir na elaboração desta reforma que é tão importante para o Brasil”, finalizou o senador Vicentinho.

Veja algumas propostas definidas pelo partido:

No que se refere à suplência de senadores:

O PR mantém a proposta de que não seja alterado o número de suplentes (02 por candidato ao Senado) – uma vez que a Comissão da Reforma Política tem analisado propostas de outros partidos que sugerem desde apenas um suplente por candidatura até a extinção deste cargo a partir da próxima eleição;

O partido sugere ainda que os candidatos à suplência precisam já ter exercido cargo eletivo;

E que, ainda, os suplentes não tenham vínculo parental com o titular da candidatura;

Com relação à data da posse

O partido encaminhou a proposta de que a data de posse de governadores e prefeitos seja fixada no primeiro domingo após 1º de janeiro;

Já para a data da posse do presidente da República, o PR propõe que a cerimônia ocorra no segundo domingo após 1º de janeiro.

Fonte – Assessoria de Imprensa/ Vicentinho Alves