Polí­tica

Foto: Conexão Tocantins Irajá Abreu fala de questões políticas envolvendo o DEM Irajá Abreu fala de questões políticas envolvendo o DEM

O deputado federal Irajá Abreu (DEM) recebeu a equipe do Conexão Tocantins no seu gabinete em Palmas na manhã desta segunda-feira, 21, quando falou dos desafios para o primeiro mandato na Câmara dos Deputados além de questões políticas envolvendo o partido.

Indagado sobre a surpresa na sua eleição o deputado frisou que mesmo sem ter experiência em outros cargos políticos vê com naturalidade os eleitores terem aprovado seu nome como representante Federal.

Dos deputados federais, 43% foram renovados na Câmara. Desse total 66 deputados são de primeira legislatura. “Isso só faz uma constatação importante de que a sociedade busca renovação acompanhando o trabalho dos políticos de forma mais crítica”, salientou Irajá.

Irajá conta que sua inserção no meio político foi devido à militância política de nove anos principalmente acompanhando a atuação da senadora Kátia Abreu (DEM). “Pra mim foi um privilégio ter o respaldo da população”, disse.

Senadora Kátia Abreu

Sobre a associação direta de sua imagem com a história política de sua mãe, senadora Kátia Abreu o deputado disse que fica feliz com as comparações. “Eu trato com muita naturalidade essa associação”, pontuou ressaltando que quer fazer um trabalho que possa orgulhar não só sua mãe mas também toda a população do Tocantins.

O deputado exaltou a relação de mãe e filho em que um aconselha o outro em certos momentos, no entanto, frisou que cada um tem suas próprias decisões.

Democratas

Sobre o clima de instabilidade e insatisfação de alguns membros no partido, inclusive no Tocantins, o deputado salientou que acredita que tudo se resolverá internamente. “São problemas internos e isso é natural. Toda legenda, todos os partidos têm esses problemas”, salientou.

O problema do DEM é de acomodação, segundo o deputado. “A proposta do novo presidente é realmente fazer a aproximação do partido com as massas”, disse falando das expectativas para o mandato do senador Agripino na frente da legenda. “Vamos dar o voto de confiança para o senador Agripino”, salientou.

Palmas 2012

O deputado afirmou que ficou surpreso com a citação de seu nome no Estadão como um dos cotados para se filiar ao novo partido ainda em formação, o PDB. Sobre esse assunto Irajá salientou que a decisão não pode ser tomada sem analisar profundamente. “Não temos pressa em tomar nenhuma decisão, seja de permanecer, seja de sair”, disse.

Questionado se acompanhará a senadora Kátia Abreu caso ela decida de fato sair do DEM, Irajá disse que uma decisão não está atrelada à outra. “Ela como senadora tem a decisão própria assim como eu como deputado federal também tenho vida própria”, frisou.

O deputado afirmou não ter planos de construir uma candidatura à Prefeitura de Palmas no próximo ano. “Eu nunca tive pretensão de ser candidato em Palmas. Fiquei muito honrado de ver meu nome na imprensa. Mas o meu foco, a minha prioridade é realmente cumprir o meu mandato de deputado federal que é o que eu fui eleito. Eu tenho todo um projeto encima disso, quero sem dúvida nenhuma representar bem o meu Estado”, salientou.

Outros nomes

Analisando alguns nomes dentro do grupo que já colocaram o nome à disposição para concorrer à Prefeitura de Palmas, o deputado elogiou o perfil da ex-deputada Nilmar Ruiz (PR) bem como do deputado estadual Marcelo Lelis (PV) ressaltando a votação significativa que o parlamentar teve em 2008.

Outro nome citado também por Irajá foi o do colega de bancada federal Eduardo Gomes (PSDB). “O que não vai faltar é nome com qualidade, perfil e competência para disputar esse cargo”, disse. O necessário será buscar a convergência na escolha do nome, segundo ele.

A gestão do prefeito Raul Filho (PT) gera insatisfação na população no momento, segundo o deputado. Nesse sentido ele lembrou a questão da saúde, educação, infra-estrutura e outros.

Governo Siqueira

Irajá não foi chamado para sugerir ou indicar algum componente do atual governo mas disse que se tiver essa oportunidade fará sugestões "com muito prazer". No entanto, o democrata salientou que a experiência do governador Siqueira Campos (PSDB) trará bons frutos para o Estado principalmente com relação à industrialização. “O Democratas tem sido atendido na medida do possível”, pontuou.

Atuação

Para este ano, como metas na Câmara, o deputado citou a votação do Código Florestal. “É um tema que vai mobilizar todos nós”, disse. O deputado disse que como membro efetivo da comissão de Meio Ambiente pretende sugerir nessa questão, que segundo ele, é de suma importância para o agronegócio no País e no Tocantins.

Além do setor rural, o deputado disse que tem como bandeira a geração de emprego, qualificação profissional e a redução de impostos.