Economia

Foto: Wilson Coelho

Cerca de R$ 300 mil foram apreendidos em mercadorias sem nota fiscal, a maioria, confecções. Uma das autuações se refere a um carregamento de aproximadamente 1.000 calças jeans. As apreensões ocorreram durante vistorias realizadas nos dias 02 e 21 de março, no Posto Fiscal de Talismã, na divisa com o Estado de Goiás.

Nas operações foram lavrados 16 termos de apreensão, dos quais seis foram regularizados imediatamente, tendo os produtos liberados. Esta regularização se dá mediante o pagamento do imposto devido, multa e emissão de nota fiscal. Caso o contribuinte não regularize, a mercadoria pode ser disponibilizada para leilão.

Segundo o delegado da Receita Tributária de Alvorada, Marcos Henrique Camargo, a fiscalização fortalece o comércio formal e a economia tocantinense. “Esse é um trabalho de rotina com o intuito de coibir a entrada de mercadorias sem nota fiscal, combatendo com isso a sonegação de impostos”, finaliza.

O Posto Fiscal de Talismã é o maior do estado. Nos dias de maior movimento são atendidos cerca de 1.200 veículos por dia.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sefaz