Esporte

Foto: Divulgação

A seleção tocantinense de judô conquistou nove medalhas no Campeonato Brasileiro Regional, realizado, nos últimos dias 9 e 10, em Campo grande, capital do Mato Grosso do Sul. Foram sete medalhas de bronze, uma de prata e uma de ouro. De acordo com o presidente da Federeração Tocantinense de Judô, Georton Pachêco, o resultado é considerado o melhor da história do Tocantins e o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Juventude e dos Esportes, foi decisivo para os resultados, já que um número expressivo de atletas pôde participar da competição.

Para apresentar os resultados do campeonato, os atletas visitaram o Secretário da Juventude e dos Esportes, Olyntho Neto, no início da noite desta terça-feira, 12. Segundo o atleta e professor, Frederico Guerra, o resultado também é conquista da Sejuves que apoiou e incentivou a ida de um número maior de esportistas para o campeonato, em relação aos anos anteriores.

“Nunca conseguimos levar um número expressivo de atletas, por isso nunca conseguimos trazer resultados tão significativos”, destacou o judoca ao enfatizar que a relação estreita entre Federação e Governo do Estado favorece o crescimento do esporte.

Para o presidente da Federação, e medalhista no campeonato, Georgeton Pachêco, o resultado estimula os atletas e mostra que quando há incentivo e investimento os esportistas correspondem. Pachêco conquistou a medalha de prata na categoria sênior e uma vaga para a final do brasileiro.

O secretário da Juventude e dos Esportes, Olyntho Neto, parabenizou os atletas e voltou a afirmar o Governo do Estado vai apoiar a participação dos atletas locais em competições nacionais. “Esse é ponta pé inicial para uma conquista olímpica. Queremos sempre estes resultados positivos, que nos deixam felizes e mostram o crescimento do esporte em nosso Estado, por isso vamos fazer a nossa parte”, destacou Olyntho Neto.

Os atletas que conquistaram medalhas foram: Ennilara Lisboa, ouro na categoria júnior e bronze na juvenil ; Amanda Jakeline Silva Moura, bronze na categoria pré-juvenil; José Victor Oliveira Vilardo , bronze na pré-juvenil; Mateus Gomes Pereira, bronze, na pré-juvenil; Mayons Niully Coelho Brito, bronze na pré-juvenil; Pablo Stefan Gomes Pereira, bronze na Juvenil e Patricia Raieley Mascarenhas de Deus, bronze na juvenil.

Com os resultados da participação, o Tocantins teria direito a outras quinze vagas nas finais do Brasileiro. "Não temos o interesse de preencher todas as vagas, mas certamente vamos avaliar, através de critérios técnicos, aqueles que têm condição de participar da fase final representando o Estado", explicou Celso Galdino, coordenador técnico da Fejet.

Destaques

Ennilara Lisboa, colecionou conquistas em 2010, como o ouro nas Olimpíadas Escolares e bronze no Sulamericano. Em sua primeirta disputa fora de Palmas em 2011, conquistou seu quarto bronze em quatro participações em Regionis, sendo o seu primeiro no juvenil. Antes de completar seus 15 anos, disputou contra atletas de até 19 anos da classe junior e trouxe o único ouro do Tocantins este ano.

Georgton Pachêco, o experiente hepta campeão brasileiro, conquistou a prata. Possivelmente ele é o atleta mais velho (43 anos) a conquistar uma vaga direta para as finais do Brasileiro Sênior. Mayons Niully, também conquistou sua vaga para as finais. Primeiro veio a medalha de bronze. Depois, em luta extra, venceu e assegurou sua presença nas finais pelo segundo ano seguido, já que foi prata em 2010.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Sejuves