Palmas

Foto: Divulgação

A Associação em Defesa da Moradia de Palmas confirmou ao Conexão Tocantins nesta quarta-feira, 20, que coordena uma mobilização junto à outras entidades para uma manifestação em frente à Prefeitura de Palmas.

A ideia, segundo afirmou o presidente da Associação, Darcy Aires Cardoso é acampar em frente ao paço Municipal para pressionar a prefeitura a acelerar os serviços de recuperação asfáltica nas ruas da capital. “Estamos planejando esse movimento e vamos juntar as forças de todas as associações de Palmas. O prefeito abandonou a cidade, vamos acampar em frente á prefeitura”, salientou.

O presidente frisou que inclusive líderes de igrejas e ainda líderes comunitários de todas as regiões vão decidir neste sábado, 23, quando começa a manifestação.

Doação de área

A associação encaminhou ao governador Siqueira Campos (PSDB) uma carta aberta onde pede a doação de área com capacidade para construção de moradias para 300 famílias.

Na carta os líderes da associação relatam as condições de vida dos assentados do PA Cavan no Km 04 na saída para Lajeado, que, segundo eles, não há serviço de saúde, educação nem qualificação profissional.

Os líderes pedem ainda que o governador atenda as necessidades básicas das famílias que moram na área verde da 607 Norte em Palmas. “Devido às más condições que se encontram nos assentamentos até a morte de um pai de família já teve ali sem contar com acidente com muitos outros”, consta na carta.

Bandeira de luta

A associação tem como luta principal defender os direitos dos assentados e moradores sem acesso ás condições básicas “A ADMMP atua de forma sistemática no processo de moradia visando a construção de casas populares para as famílias cadastradas que são de baixa renda, dentro da democracia e da justiça social”, explica a carta ao governador.

A associação foi criada em setembro de 2009.