Polí­tica

Foto: Divulgação

A participação do Brasil no parlamento do Mercosul deve ser definida esta semana pelo Senado. O senador Ataídes OliveiraCongresso Nacional(PSDB), presidindo a sessão de ontem, segunda-feira, 23, convocou os senadores para uma sessão conjunta a realizar-se nesta próxima quarta-feira (25) “destinada à continuação da votação do Projeto de Resolução nº 1, de 2011, do Congresso Nacional, que dispõe sobre a representação brasileira no Parlamento do Mercosul, sua disposição, organização e competências”.

No início do mês, a falta de senadores para votar o referido Projeto de Resolução que define a organização e composição da bancada no parlamento, levou ao adiamento da votação e atrasou a escolha dos parlamentares que representarão o país no Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai). Enquanto o Brasil não definir a sua representação, os trabalhos legislativos do Mercosul permanecerão parados.

Ao defender a necessidade de votar a Resolução CN 01/2011, Ataídes Oliveira, que também é vice-líder do Bloco da Minoria no Congresso Nacional, explicou que o parlamento dos países do Mercosul não se reúne desde dezembro porque os líderes partidários brasileiros ainda não chegaram a uma definição sobre deputados e senadores que formarão a bancada brasileira. “Os outros parceiros do Brasil no Mercosul - Argentina, Paraguai e Uruguai – já definiram a sua representação, faltando apenas o maior e mais importante país do bloco, o Brasil”, resumiu Ataídes.

Maior bancada

A partir de 2011, com a aprovação da representação proporcional, o Brasil passou a ter o maior número de cadeiras na representação legislativa do Mercosul, com 37 integrantes — 27 deputados e 10 senadores.

Os encontros entre deputados e senadores dos quatro países que integram o Mercosul aconteciam mensalmente em Montevidéu, no Uruguai. Como as sessões não podem mais acontecer sem que todos os países participem, o parlamento do Mercosul continuará parado até que os brasileiros sejam indicados pelas lideranças partidárias.

Fonte: Assessoria de Imprensa Ataídes Oliveira