Polí­tica

Foto: Leonardo Prado

O deputado federal Angelo Agnolin (PDT) requereu na tarde desta quinta-feira, 02, ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, via indicação da Câmara nº629 /2011, a criação de mecanismos para expansão de delegacias especializadas em crimes virtuais, que hoje, no Brasil, somam apenas 11.

Para o deputado, com a expansão das delegacias será possível atender com celeridade casos de crimes na rede. “No Tocantins, conforme a Secretaria da Segurança, Justiça e Cidadania, não há uma delegacia ou departamento especializado em crimes virtuais, assim como em toda a região norte do país. Ninguém sabe como proceder, pois a legislação não está clara. Além de criar novas delegacias, é preciso levar ao conhecimento da sociedade as leis que regem esse tipo de crime” enfatizou.

Onde não há delegacia especializada, as vítimas, em sua maioria recorrem a delegacias comuns, o que resulta, conforme o parlamentar, na demora na resolução do processo e na exclusão do conteúdo na rede. Para o deputado, o poder público precisa criar esses departamentos, para, inclusive, prestar esclarecimentos sobre condutas a serem adotadas por vítimas de crime na rede. (Assessoria de imprensa Angelo Agnolin)