Estado

O Sindicato dos Servidores Municipais de Paraiso do Tocantins (Simpa) convocou na manhã desta segunda-feira, 6, os trabalhadores do município para uma assembleia geral. O objetivo do encontro era ouvir a proposta do prefeito Paulo Tavares (PR), apresentadas pelo secretário municipal de Administração, Planejamento e Finanças, Valdeni Martins Brito.

Com o auditório do Palácio Zeca Moraes totalmente lotado os funcionários da Prefeitura de Paraíso do Tocantins, decidiram que o Sindicato dos Servidores (Simpa) fará uma contra proposta para a Prefeitura, ainda hoje, pois, a proposta apresentada pelo Secretário Valdeni Brito, não corresponde ao anseio da classe. “A proposta do Prefeito não foi aceita, porque, não foi vista com bons olhos pelos servidores, por isso, continuaremos em greve”, informou o diretor para Assuntos Político e Sindical do Simpa, Antonio Pinas.

O Simpa informou que debaterá e irá formular, ainda nesta tarde, uma contra proposta que solicita ao Executivo Municipal que coloque o PCCR em votação na Câmara Municipal agora em junho, para começar a pagar no mês de outubro e os 5.090% em outubro com a data retroativa de maio. “Essa proposta será levada para o senhor Prefeito ainda hoje”, garantiu o líder sindical, Pinas.

Fonte: Ascom Câmara de Paraiso